cb-150r-registro-no-brasil-1

Honda registra patente da CB 150R no Brasil

Nesta semana, a Honda registrou a patente de um novo produto junto ao Instituto Nacional da Propriedade Industrial – INPI. Pela imagem trata-se da CB 150R, modelo que faz sucesso no mercado asiático graças à sua pegada esportiva, traduzida no design, motor de arrefecimento líquido com 16,9 cv de potência máxima e câmbio de seis marchas.

A CB 150R é uma pequena esportiva típica que faz sucesso na Ásia, com destaque para o motor que produz praticamente 17 cavalos com 149 cm³. Mas será que teria espaço no Brasil?

A CB 150R é uma pequena esportiva típica que faz sucesso na Ásia, com destaque para o motor que produz praticamente 17 cavalos com 149 cm³. Mas será que teria espaço no Brasil?

O registro em solo verde e amarelo se dá para que a marca assegure os direitos de propriedade intelectual sobre o bem – o que não significa, obrigatoriamente, que ela está trabalhando no lançamento do modelo por aqui. Aliás, é difícil imaginar como a Honda encaixaria a CB 150R em seu lineup de baixa cilindrada atual.

Hoje, as concessionárias disponibilizam a CG 160 (versões Start, Fan e Titan) e a CB 250F Twister. Acima há as CB 500F e CB 650F, que também tiveram novas patentes registradas mas que essas sim devem ter novidades no País – acreditamos, claro.

Honda CB 150R no Brasil

Não há lacuna a ser preenchida no leque da marca na faixa de cilindrada e propósito street que justificasse uma eventual vinda da CB 150R. Mas se ainda assim o modelo viesse ao Brasil, poderia entregar um pouco mais de esportividade aos clientes da CG que ainda não têm bolso para chegar à CB 250F Twister – ou poderia morrer nadando na areia entre os dois produtos.

Modelo se destaca pelo apelo esportivo, reforçado pelos números do motor, câmbio de seis marchas e visual agressivo

Modelo se destaca pelo apelo esportivo, reforçado pelos números do motor, câmbio de seis marchas e visual agressivo

A CB 150R Street Fire é uma motocicleta urbana, mas com pegada esportiva. Seu motor monocilíndrico de arrefecimento a líquido e 149,1 cm³ produz 16,9 cv de potência máxima e 1,4 kgmf de torque, a 9.000 e 7.000 rpm, respectivamente. O conjunto atua ao lado do câmbio de seis marchas.

A vocação esportiva, por assim dizer, é reforçada pelos pneus largos (100/80 na frente e 130/70 atrás) calçados pelas rodas de liga leve de 17 polegadas. Já a suspensão dianteira é telescópica e a traseira monoamortecida, enquanto o chassi é tipo diamond e os freios são a disco, mas sem ABS. Há LED no farol e na lanterna traseira.

Atualmente é vendida na Indonésia, por exemplo, região em que essas ‘pequenas esportivas’ fazem sucesso. Aliás, por lá também há a carenada CBR 150R e concorrentes similares, como a Yamaha R 125. Se o modelo está de alguma forma nos planos da Honda para o Brasil só o tempo dirá.

separador_honda



Guilherme Augusto

@obomguiaugusto >> Amante de motos em todas suas formas e sons (se for de 2T, melhor). Fã de viagens, competições, do Hugh Jackman e de praias. Viciado em café desde quando comecei a escrever