visconde-de-maua-rj-mototurismo-1

MotoTurismo: descubra Visconde de Mauá (RJ)

Visconde de Mauá é um pedacinho de paraíso escondido a 1.300 metros de altitude, na Serra da Mantiqueira, na divisa entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais. É conhecido por ser um concorrido reduto de inverno no Sudeste e famoso por seu charme de interior, com natureza exuberante e ar bucólico – com destaque às suas três vilas, Maringá, Maromba e Visconde de Mauá.

Eliana Malizia apresenta a bela Visconde de Mauá, pedacinho de paraíso entre o Rio de Janeiro e Minas Gerais

Eliana Malizia apresenta a bela Visconde de Mauá, pedacinho de paraíso entre o Rio de Janeiro e Minas Gerais

Qual o porquê dessa introdução? Conhecer Visconde é a dica de mototurismo do dia! Quem nos guia nesta viagem de moto, a bordo de uma Harley-Davidson Heritage Classic 2018, é a motociclista Eliana Malizia, piloto de testes de motos, repórter de mototurismo e lifestyle. Hoje seu escritório é tanto na pista quanto na estrada, desde que em cima de uma moto. Ela cursou fotojornalismo e Educação Física, fez MBA em Marketing e cursos extensivos em Los Angeles e também já passou por revistas especializadas, sites, e jornais. Hoje, relata suas histórias de viagens e reconhecimento profissional no seu site pessoal, o Acelerada.

MotoTurismo: Visconde de Mauá, a “joia rara da Mantiqueira”

Quem acompanhou a viagem foi uma Harley-Davidson Heritage Classic 2018. Combinou com a paisagem?

Quem acompanhou a viagem foi uma Harley-Davidson Heritage Classic 2018. Combinou com a paisagem?

Mas onde se esconde Visconde? Está localizada na Serra da Mantiqueira, bem na divisa entre os estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro, Visconde de Mauá. Eu indico ir fora de época, pra curtir mais o local, sem ter que competir lugar pra sentar em restaurante e aproveitar as atrações com mais privacidade. A região é dividida em três vilas: Visconde de Mauá, a porta de entrada, Maringá, a mais agitada, reunindo lojas descoladas, e a alameda gastronômica e Maromba, com bares mais descolados.

Estrada pra quem gosta de curvas

Sim, a estradinha que me levou até a Visconde é divertida pacas! A estrada não é mais como anos atrás, cheia de buracos… Hoje está em ótima condição, porém alguns trechos são bem estreitos e de chão liso. Então nada de acelerar forte! Pilotei com todo cuidado, devagar, curtindo a natureza. Nota: na serra, você verá uma placa indicando “voo livre”, pode entrar, em poucos metros você estará em um ponto bem alto, com uma vista maravilhosa.

Chegando na Vila

Imagine aquele lugar rústico, descolado, longe de tudo, perdido no meio da serra… Imaginou? Sim, ele existe! O sorrisão logo apareceu no meu rosto assim que coloquei os pés, ou melhor, as rodas em Visconde. Como cheguei quase à noite, aproveitei para curtir  as mordomias da pousada Maua Brasil e recarregar energia para o dia seguinte.

Cachoeira do Escorrega

Despertei às 9h, com direito a um café da manhã de rainha, e logo percebi que meu dia seria pra lá de maravilhoso. A primeira aventura foi na Cachoeira do Escorrega, localizada na vila da Maromba,  3 km acima do vilarejo. Fui de Harley – lembrando que, a estrada é de terra batida, e alguns trechos com pequenos buracos. Mas, como estou acostumada em pilotar motos custom na terra, foi fácil.

Porém, se não quer colocar tua moto na terra, é possível ir caminhando ou contratar serviços das agências de turismo da região – só não deixa de conhecer as Cachoeiras e as atrações de Visconde! A cachoeira do Escorrega é considerada o cartão postal de Visconde de Mauá, praticamente um tobogã natural que foi esculpido pelas águas do rio após uma forte tempestade em 1966.

Causos

Voltando para Vila, parei a moto frente uma garagem apenas pra pensar onde estacionar  a moto. O dono da casa chegou “brigando”… mas que nada, a bronca era uma brincadeira. Ele contou que deixar a moto frente a casa dele seria um favor. Luiz, o nome dele,  me contou que tem por 20 anos uma jaqueta da Harley e que ter uma Harley-Davidson era o sonho da vida dele. Bom, depois do relato dele, claro, deixei a moto estacionada ali mesmo.

Para chegar nas cachoeiras é preciso encarar alguns trechos de terra - ainda que de Harley

Para chegar nas cachoeiras é preciso encarar alguns trechos de terra – ainda que de Harley

De volta ao passado

Não imaginava encontrar um lugar com assuntos mecânicos no meio a natureza serrana. Refiro-me ao Museu Duas Rodas, o primeiro e único do gênero do país. Com o maior acervo de motocicletas, bicicletas e ciclomotores antigos do Brasil, o espaço é formado por mais de 90 peças restauradas, entre motos e bicicletas. Há modelos infantis, esportivos, agrícolas, militares, de competição, de carga. Destaca-se motocicletas raríssimas, como a alemã Wanderer, fabricada em 1902; e a belga FN, de 1909, um dos primeiros modelos industrializados do mundo.

Pra chegar até o Museu atravesse a ponte da Gávea, dobre a direita novamente. Após 1 km você encontrará um mirante e mais  2 km chegará na estrada que leva à cachoeira do Alcantilado – o museu esta bem do lado. Fique atento, pesquise saber se o museu está aberto antes de ir, pois tem vezes em que quem toma conta não está.

Aproveitei claro,  para conhecer mais uma queda d’água, a tão falada cachoeira do Alcantilado. São 1.500 metros pela mata com pássaros, borboletas e nove pontos de atrações entre cachoeiras, poços e piscinas naturais. A caminhada de um quilômetro e meio por trilha passa por nove quedas d’água, corredeiras e piscinas naturais. Lindo demais! Aproveitei pra meditar, relaxar, agradecer por estar fazendo mais uma viagem tão bacana.

Mais tarde bateu a fome, sendo assim, mais um bom motivo pra voltar à vila e se deliciar com a riqueza gastronômica de Mauá. Nas Vilas você encontra bares com musicas ao vivo e na alameda gastronômica restaurantes sofisticados.

Domingo na Cachoeira da Santa Clara

Domingo pra mim, geralmente é o dia da despedida, dia de  voltar pra Sampa. Por isso, acordei bem cedo para aproveitar o tempo me restava. Primeira aventura do dia foi a trilha até a cachoeira da Santa Clara. O Vale da Santa Clara tem sua entrada a 300m antes da vila da Maromba, basta atravessar a ponte de madeira que você já está no vale da Santa Clara. A cachoeira da Santa Clara é uma das cachoeiras mais altas e conhecidas da região de Visconde de Mauá, com 50 metros de queda forma um grande lago. Perfeito para um mergulho!

Outras opções no vale da Santa Clara que devem entrar no roteiro são o Santuário e os “trutários”: o Truta Rosa foi o lugar escolhido pra almoçar e posso afirmar que foi a melhor truta que provei na minha vida.

Tchau Tchau

A despedida sempre é triste, mas parar para comprar artesanatos e lembrancinhas do local é sempre muito bom. Foi o que fiz antes de me despedir de Visconde de Mauá. Não conhece? Não deixe de ir! Curtir a  cachoeira do escorrega, se deliciar com a comida da região, comprar artesanatos, saborear o melhor café da manhã da sua vida, sentir cheiro de mato, aproveitar a simplicidade ou optar por um pouco de luxo, você que escolhe, agora é sua vez! Escolha, uma viagem romântica ou reúna os amigos e vá conhecer Visconde, com certeza será uma viagem inesquecível!

Onde comer

Restaurante Pé de Pinhão – prove o famoso feijão amigo (caldo de feijão preto) e o croquete de pinhão com geleia de Damasco e pimenta.
Rosmarino – na estrada da Maromba entre as vilas de Maringá e Mauá.
Casebre, na vila de Maringá, é um mix de bar, pizzaria e loja de conveniência.
Truta Rosa restaurante, no Vale da Santa Clara.

Não deixe de ir

Antes de chegar na Vila, vale uma parada em Penedo, almoçar no Restaurante Fritz e paradinha na cachoeira de Deus;
Museu Duas Rodas – ponto de parada obrigatório para quem gosta das Motocicletas Clássicas. Acesse o site do espaço.

Onde ficar

Em Visconde, existem pousadas para todos os gostos e bolsos, mas optei ficar numa pousada mais charmosa e requintada!
Mauá Brasil – hotelaria e gastronomia. Está localizada em um dos mais elevados pontos de Visconde, na Serra da Mantiqueira. A pousada é um espetáculo, um dos lugares mais bonitos que me hospedei.
Estrada Mauá-Rio Preto, Km 4 – Visconde de Mauá / RJ
Telefones: (34) 3387 2077
(24)33872373
(24)99146961
Site

Como chegar em Visconde

O principal acesso para a região de Visconde de Mauá é pela Rodovia Nova Dutra (BR-116) no km 311, entre as cidades de Itatiaia e Resende, tanto para quem vem de SP, quanto para quem vem do RJ. Optei pegar a Rodovia Ayrton Senna, e depois a Dutra – saída no km 311 é a mesma saída para Penedo. Possui placas  sinalizando. Fácil chegar.

Separador_motos