Notícias e Conteúdo
Mercado

Quem vende bem? A fatia de cada marca de motos no Brasil

23/01/2022 - por

Qual marca de motos vende mais? A resposta absoluta certamente não é surpresa aos mais ligados no mercado das duas rodas. No entanto, qual foi o real tamanho da participação de cada marca no Brasil em 2021? Vamos conferir.

Antes de tudo, saiba que o mercado de motocicletas segue aquecido, mesmo com a pandemia e alta de preços. Segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), dados preliminares apontaram para quase 27% de crescimento em relação a 2020. Vamos aos números…

Honda segue como a maior marca de motos

Publicidade

A Honda segue liderando o mercado nacional quando o assunto são motos mais vendidas. Foram 882.483 unidades em 2021. Mesmo com a pandemia, a marca teve uma alta de 24% em relação a 2020. Tudo isso, em função das 171 mil unidades emplacadas a mais que no ano retrasado.

A CG 160 é uma moto street que caiu no gosto dos motociclistas brasileiros

Publicidade

Em destaque no portfólio de produtos, a CG 160 com 315.161 unidades emplacadas em 2021 foi a moto mais vendida do país. Além disso, a marca liderou o top5 do ano passado: 1ª CG 160; 2ª Biz 110i; 3ª NXR 160; 4ª Pop 110i e 5ª CB Twister. Com isso a Honda responde a 76,25% do mercado, líder absoluta.

Fonte: Fenabrave

Yamaha cresceu mais que marca de motos líder

Publicidade

Apesar da Honda ter a liderança, a concorrente Yamaha cresceu mais em 2021. Foram 42% de aumento na participação, considerando o total do ano de 2020. Nos últimos doze meses a marca vendeu 201.666 mil unidades.

Crosser foi o modelo da marca de moto que mais vendeu em 2021

Grande parte desse sucesso fica por conta da moto mais vendida da marca. Estamos falando do modelo na 6ª posição entre as mais emplacadas, a Crosser 150, que movimentou um total de 32.259 unidades. Desta forma, a Yamaha detém 17,42% de participação no mercado nacional.

 

Publicidade

BMW e Shineray – aquele 1%…

Você deve estar se perguntando ‘que raios a BMW tem a ver com a Shineray?’. A primeira atua no mercado classificado como de motos premium, enquanto a outra foca em pequenos modelos populares. Bem, as duas são as únicas – exceto Honda e Yamaha – que conseguiram atingir mais de 1% de participação em vendas no país em 2021.

Modelo R 1250 GS é responsável pelo sucesso da marca no país

Como isso foi possível? A Shineray fabrica hoje a “cinquentinha” mais vendida do país. A XY 50, que emplacou 9.530 unidades do total de 13.767 comercializados pela marca em 2021. Assim, a fabricante atingiu 1,19% no mercado de consumidores.

No lado totalmente oposto, a BMW faz a bigtral mais vendida atualmente, a R 1250 GS. Ano passado a moto rendeu 4.593 unidades, mais de dois terços dos 11.904 totais da marca ano passado. Com isso a BMW responde por 1,03% do mercado nacional.

Publicidade

Veja também:

E quanto as outras marcas?

Em ordem decrescente todas as fabricantes seguintes venderam menos de 10 mil motos ano passado. São elas: Kawasaki, Haojue, Royal Enfield, Triumph, Dafra, Avelloz, Harley-Davidson, Suzuki e Ducati. Todas juntas, elas representaram o total de 3,55% de participação nas motos em 2021.

Voltz EV1, a elétrica mais vendida do Brasil, com 562 unidades

Publicidade

Onde estão os 0,55% restantes de participação no mercado nacional? Estão divididos, em ordem decrescente, entre as marcas: Voltz, Bull, Souza, Kymco, Atman, Traxx, KTM e Wuyang. Todas venderam menos de mil unidades ano passado.

buscar conteúdo

Encontre anúncios, guias, notícias e conteúdos sobre motos.

É expressamente proibida a reprodução de qualquer matéria sem a prévia autorização do Motonline e dos autores (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98).
Proibida a reprodução parcial ou integral mesmo que citada a fonte. Todos os direitos reservados. As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade de seus autores.
© 1999 a 2015. WEBTRENDS NEGOCIOS DE INTERNET LTDA.