Calendário Pirelli 2009 é lançado na Alemanha com a participação de duas tops brasileiras

Edição do próximo ano traz as modelos Emanuela de Paula e Isabeli Fontana,
fotografadas por Peter Beard em cenário africano

A edição de 2009 do Calendário Pirelli, cultuado
há mais de 40 anos pelos admiradores de fotografia, beleza e evolução cultural, foi revelada ontem (21) em uma premiére mundial que aconteceu na The Station, em Berlim,
Alemanha, uma histórica estação de trem que, ao final do século XIX, ligava as cidades de Dresden, Viena e Praga.

A natureza de Botsuana foi palco da 36ª. edição do Calendário, onde, em maio, o famoso fotógrafo Peter Beard passou dez dias imortalizando sete renomada modelos internacionais. Beard, que morou no Quênia por 30 anos, é um dos maiores intérpretes dos mistérios e do charme da África.

Após a edição feita na China, em que Patrick Demarchelier justapôs a atmosfera das antigas casas de chá com a modernidade das metrópoles orientais, o Calendário Pirelli viaja para um dos poucos lugares da África que se mantém selvagem e intocado, livre das devastações da guerra e com alta concentração de vida selvagem.

Peter Beard escolheu um território autêntico e ancestral que nasce da justaposição de dois mundos distintos: o oásis aquático do delta do Rio Okavango e a extensão árida do deserto do Kalahari. Um território que tem sido poupado da exploração da terra e do empobrecimento de recursos, que o fotógrafo escolheu para representar a natureza como entidade metafísica sempre em movimento e como fonte infinita de
criatividade, cujos ritmos e leis sempre devem ter um princípio e um final.

Uma natureza descrita ao mesmo tempo como poderosa e ferida, com uma visão harmônica
do meio ambiente, que nos remete ao espírito do naturalismo norte-americano do século XVII. Por meio das lentes de Beard, a natureza profere um grito de raiva e rebeldia contra a incapacidade do homem de combinar crescimento e desenvolvimento com sabedoria e respeito pela diversidade. É neste contexto que elefantes, os reais protagonistas desta edição do Calendário, lutam para sobreviver e são relegados a espaços cada vez mais restritos. Os elefantes são uma metáfora da raça humana e a
África, uma metáfora de um mundo devastado que precisa recuperar a harmonia perdida.

Beard não confere privilégios aos seres humanos, porque ele acredita que nós, assim
como os animais, devemos respeitar o equilíbrio da natureza. Ele imagina para todos nós um futuro amargo: viver em um ambiente cada vez mais inóspito, causado pelo desenvolvimento míope e descontrolado, em que a qualidade de vida tende a piorar cada vez mais e que se tenha de enfrentar a revolta da natureza.

A única esperança é a beleza. Beard acredita que a chave para a salvação da humanidade está numa constante busca pela verdade e pela beleza. As mulheres que Beard fotografa são retratadas como geradoras da vida, a fonte de todas as coisas, cuja graça se mantém totalmente intacta. Elas são traduzidas como as criaturas nascidas das entranhas da natureza, heróicas, poderosas, com traços bem definidos e
movimentos poderosos; estátuas, símbolos da criatividade e da capacidade de regeneração da natureza. “Somente a beleza pode salvar o mundo” é a mensagem do novo Calendário Pirelli, à luz de Fyodor Dostoevsky.

As sete modelos são: Daria Werbowy, do Canadá; Emanuela de Paula e Isabeli Fontana
(que estreou na edição de 2005, clicada por Demarchelier) do Brasil; Lara Stone e Rianne Ten Haken da Holanda; Malgosia Bela da Polônia; e a italiana Mariacarla Boscono (cuja estréia aconteceu na edição elaborada por Bruce Weber em 2003 e novamente em 2004, de Nick Knight).

O resultado final é um calendário/diário que Peter Beard descreve como escultura viva. As 56 páginas do novo Calendário são uma rica colagem de imagens, citações e observações do artista sobre o meio ambiente, as mudanças climáticas, o aquecimento global, a superpopulação e o empobrecimento dos recursos naturais. “Minha real preocupação”, afirma o fotógrafo, “é a destruição da natureza em escala mundial. Nós nos esquecemos completamente em que se baseia a evolução e o quão importante é a diversidade da natureza”.

Durante as sessões de fotografia e a produção do Calendário, diversas medidas foram tomadas para minimizar o impacto ambiental desta edição. Atendo-se a mensagem de Peter Beard, o Calendário Pirelli e o evento de gala para lançar a edição de 2009 terão impacto zero (Zero Impact®). A Pirelli, em consonância com a iniciativa LifeGate, contribuirá com a criação e proteção de uma área florestal da Costa Rica
capaz de absorver a mesma quantidade de CO2 emitida na produção e impressão do Calendário e pelo evento de lançamento. Além disso, o Calendário será impresso em papel natural livre de chumbo.