Foto: Freestyle - Yamaha - Bitenca

Carburação, Chinesas, mudança de pneu, O que tem de 500cc.

Foto: Freestyle - Yamaha - Bitenca

Foto: Freestyle - Yamaha - Bitenca

Ola, um tempo atras pedi ajuda para ajustar a carburaçao da minha yes, fiz de acordo e vi a pouco na materia do motoonline sobre a cor da vela e mostra como parametro a cor da ceramica, a da minha a ceramica esta quase branca e o eletrodo marrom, nos mecanicos de moto que falei disseram que a referencia eh o eletrodo externo…a minha moto as vzs tem q a0pertar o start 2 ou 3 vezes quando o motor esta bem quente…se puderem me ajudar eu agradeço…quem esta certo?? Jefferson, 31, Joinville, SC

R: Jefferson, Como diz na matéria hoje em dia para melhorar as emissões as motos usam de uma mistura voltada para o lado pobre, ou seja com pouco combustível. Disso resulta uma leitura um pouco mais clara do que na vela central da figura na ilustração. Se a moto tiver um uso leve, como provavelmente a sua tem, o eletrodo externo pode reter mais carvão (fria)mostrando esse aspecto que me descreveu, aliado à cerâmica branca. Sem problemas. Já a partida, se estiver com o parafuso do ar bem regulado ela deve pegar na primeira ou segunda partida breve, sem mexer no acelerador. A marcha lenta deve entrar logo após a partida, sem se acelerar. Se a sua moto hesita em ligar quando quente pode ser que esteja com um pouco de excesso na lenta, e isso a vela não mostra. Verifique se de fato isso acontece se a rotação se alternar subindo e descendo sozinha depois de uma rápida acelerada um pouco mais forte. Siga a rotina descrita na matéria. Assim se torna normal uma pequena dificuldade ao ligar nas manhãs frias, às vezes pedindo o afogador, mas com o motor aquecido a lenta deve ser estável e a partida bem fácil. Abraços.

Foto: Oficina Volante - Bitenca

Foto: Oficina Volante - Bitenca

Pessoal, já falei, moto no Brasil é Honda e Yamaha! Pra quê comprar uma moto chinesa? Pra ficar como o nosso amigo Marcelo tendo um monte de dor de cabeça por um produto ruim que não vai ficar bom nunca? Aliás, isso deveria ser tema do fórum: Pra quê comprar uma moto chinesa??? Abraço a todos e vida longa ao Motonline! Carlos, 37, Banabuiú, CE

R: Carlos, algumas marcas realmente deixam bastante a desejar mas sempre há algumas melhores que outras. De qualquer forma compensa bastante pesquisar um modelo e marca de moto antes de comprar, independente de onde for fabricado. Abraços.

Olá Pessoal, estou com uma duvida e gostaria de uma explicação, se possivel. Estou pesquisando Pneu traseiro para minha moto, uma Comet GT250, e no mamnual da mesma diz para usar pneu traseiro 150/70, verifiquei que a Comet GT650R usa pneu traseiro 160/60 e dianteiro 120/60, isto para o maior contato em curvas. Estou pensando em colocar o mesmo modelo no traseiro, sei que esá atitude infuenciará a relação final. Mas se hj uso 32lbs para calibrar o pneu (150/70), qto. devo usar para calibrar um pneu de maior area de contato e menor tamanho (perimetro) (160/60). Rodrigo, 27, São Bernardo do Campo, SP

R: Rodrigo, em tese você deve usar a mesma pressão indicada para o outro pneu. Preste atenção pois essa mudança pode alterar a dirigibilidade nas curvas, você precisa se acostumar com o novo pneu antes de andar normalmente, verifique se dá tudo certo.

Sou proprietario de uma GS500 2004, não tenho que reclamar da moto, ja viajei por tudo q é lugar e posso atestar que a moto é guerreira, mesmo que equipada com tecnologia obsoleta ela so me da alegria e muita alegria. Mas a minha pergunta é a seguinte: Há um burraco no mercado quanto as 500cc, hoje somente a GS é vendida, porem essa fatia do mercado é muito grande ja que muitos motociclistas saem das 250 mas não tem tanta grana para pegar uma 600cc. As montadoras, como a propria Suzuki (ja q a GS não passará pelo Promot 3 e não podera mais ser vendida), não estariam preparando lançamentos de motos 500cc??? Por exemplo la fora tem a Honda CBF500 (uma bela moto), que tem opção com ou sem ABS (logico q com ABS fica mais salgado), o que seria uma alternativa para a Honda ja que tem um produto pronto (mas a honda é so misterio). A Kawa tem a Ninja 500(mas viria muito cara, pois aqui em POA tão pedindo 19mil pela ninjinha 250 imagina a 500 então!). Mas fica a pergunta, as montador as criarão modelos 500 especificos para o Brasil?Trarão modelos ja vendidos la fora? Ou não farão nada e a falta de consideração com o motocilista brasileiro continuará??? Um grande abraço e parabens pelo site. Gabriel, 27, Novo Hamburgo, RS.

R: Pois é Gabriel, há uma lacuna nessa faixa a ser preenchida no mercado. Parece que os fabricantes não conseguem uma versão moderna e de preço accessível para cá. Mas acho que eles estão se virando para atender esse nicho importante e é claro que mantém em segredo o seu desenvolvimento. Vamos ver o que aparece, pois devem vir novos lançamentos até o fim do ano. Abraços.