CB 450, coquinho, corridas, 50cc, CB 500, testes, Tornado, carta, freio,

CB 450, coquinho, corridas, 50cc, CB 500, testes, Tornado, carta, freio,

CB 450, coquinho, corridas, 50cc, CB 500, testes, Tornado, carta, freio,

Tenho uma moto Honda CB450/87, a mais de 10 anos, e at‚ agora NÇO consegui de forma clara e t‚cnica, qual ‚ o VERDADEIRO consumo de gasolina desta moto!. acreditem, at‚ algumas concession rias da Honda que perguntei nÆo souberam responder, lament vel.
Marcos – VµRZEA PAULISTA -SP
Caramba, vcs me fazem cada pergunta dif¡cil! Os dados mais fi‚is que obtive foram no teste que eu mesmo fiz em 1987. Seguinte em velocidade (real) constante ( em £tlima marcha) a 60 km/h a CB consumiu 23,2 km/litro; a 80 km/h o consumo foi de 19,0 km/litro; a 100 km/h foi de 18,3 km/litro; a 120 km/litro foi de 16,1 km/litro. A m‚dia geral foi de 20,22 km/litro. Mas lembre-se que sua moto j  tem 10 anos. Se quiser receber um teste completo, inclusive no dinam“metro escreva para editor@motonline.com.br.

Coquinho
E ae Tite blz? Legal a compara‡Æo das motos custom. No final vocˆ fala dos capacetes cocozinho, eu sempre chamava de penico, eles tinham que ser proibidos aquilo ‚ pior que capacete de bicicleta. Tinha que ter s¢ capacete que protege tudo at‚ o queixo, os abertos tamb‚m nÆo sÆo grande coisa nÆo, mas os penico sÆo p‚ssimos.
Felipe – Vit¢ria – ES
Maomenos, Fe, porque os capacetes abertos homologados oferecem sim prote‡Æo. Ali s, hoje em dia novos estudos sobre traumas crƒnio-encef licos apontam para uma vantagem do capacete aberto: em caso de choque frontal, os ossos do maxilar quebram e reduzem a transferˆncia de energia para o resto do crƒnio, como se fosse um amortecedor. Nos capacetes fechados, o maxilar se preserva, mas a energia da pancada se transfere para a base do crƒnio. Em fun‡Æo destes estudos a Bieffe do Brasil est  desenvolvendo um novo e revolucion rio capacete que est  em teste.

Corridas
Ol  caro GS,sabemos que nas competi‡äes de motos o piloto ‚ pe‡a fundamental para vencer, Rossi ‚ prova disso, pergunto: existe algum piloto neste mundo que foi campeÆo mundial no motocross e na motovelocidade? E nas provas de supermotard, quem leva vantagem? O piloto de velo ou cross? E as 8 hs de Suzuka? Quem ganhou a £ltima edi‡Æo? Barros participou? E v/c, compete em alguma modalidade esportiva de motociclismo?
Silvio – Osasco, SP
O francˆs Jean Michel Bayle foi campeÆo mundial de motocross e depois correu de velocidade nas categorias 250 e 500, mas acho que conseguiu s¢ uma vit¢ria. NÆo tenho um arquivo com estes dados, por isso tenho de apelar para minha corro¡da mem¢ria, mas na internet vc pode encontrar essas informa‡äes usando a ferramenta Google. Eu sempre acreditei que os pilotos de fora-de-estrada sÆo “melhores” do que os de asfalto e a prova disso ‚ que os pilotos de velocidade treinam na terra. No come‡o do supermotard os pilotos de cross levavam vantagem, mas hoje os pilotos de velocidade aprenderam a derrapar e estÆo papando algumas provas. Na verdade os melhores sÆo os que j  nasceram na categoria supermotard. Sobre as 8 horas vc deve buscar no Google. Eu comecei a correr em 1976, aos 17 anos e s¢ parei em 1999, quando fui vice-campeÆo brasileiro de motovelocidade categoria 125 especial. Nestes anos corri de tudo que tem motor! Hoje s¢ corro (para longe) quando vejo um prato de dobradinha (ecah!).

50cc
Entrei no site da yamaha da europa e fiquei pasmo, tem umas 50 cc esportivas muito loucas, mas 50cc, ser  que corre? motor de quantos tempos? oq vc acha dessa motoquinha? Ser  que nÆo viraria aqui no Brasil?
Claudius – Indaiatuba – SP
Estas motos nÆo andam nada e s¢ existem porque em alguns pa¡ses desenvolvidos – o que nÆo ‚ o caso de nosso Lisarb – menos de 18 anos podem pilotar as pequenas 50cc. Por isso mesmo elas nÆo fazem sucesso aqui.

CB 500
A respeito da serie especial da CB 500: A fabrica tava com esse material encalhado na SEFAZ que s¢ foi liberado em 2005 e entÆo a HONDA resolver lan‡a essas 100 motos pra se livrar desse material parado na fabrica.
Francis – Manaus-AM

Testes
Vcs poderiam publicar o comparativo do mesmo jeito desse da RD-350LC x CBX-750F, seria entre as esportivas: FZR-1000 x GSR-r 1100W x ZX-11 x CBR-1000F, vi numa duas rodas antiga mas ¤ pude ler. possuo uma FZR1000/94!!
Leonardo – Fortaleza/CE
Estes testes estÆo programados, mas nÆo exatamente comparativo. Se vc quiser a revista com o teste da FZR 1000 escreva para editor@motonline.com.br

Tornado
Primeiramente gostaria de parabeniz -lo pelo ¢timo site e pela maneira como vocˆ explica as mat‚rias e todos os assuntos. Bom, vamos ao que interessa. Atualmente tenho uma CG 125 e estou querendo comprar uma Tornado, por‚m, sou “baixinho”, com 1,67m de altura. Gostaria de saber se consigo ficar com os p‚s no chÆo em cima de uma tornado ou se vou precisar ficar dando toquinhos com a ponta dos p‚s. Gostaria tamb‚m o link para a mat‚ria da Twister vs Tornado, pois nÆo achei em seu site!
Rodrigo – Bauru – SP
A pr¢pria Honda faz uma regulagem na suspensÆo da Tornado que “rebaixa” a moto, mas nÆo esque‡a de trocar o cavalete lateral. Mas acho que vc se acostuma com a altura dela rapidinho e nem precisa rebaixar. O link ‚ http://www.motonline.com.br/lancamentos/lancamentos-tornado-jan05.html

Carta
Gostaria de saber alguma companhia de seguros que faz carta verde para motos, pois tenho um amigo que vai para a Argentina de moto e precisa deste documento.
Kamyla – SÆo Jose/ SC
k.brinhosa@brturbo.com.br
Ih, nÆo sei, mas publiquei seu endere‡o caso algum leitor saiba entre em contato para avisar.

Freio
tenho uma FAZER 250 com quase 2000Km, estou muito feliz com a moto, por‚m o tÆo comentado freio traseiro ta fazendo uma chiadeira s¢. “ lona maldita, a concession ria me recomendou adaptar uma lona paralela mais macia, para parar o barulho. Acho errado colocar uma lona paralela numa moto rec‚m tirada da concession ria, mas a Yamaha nÆo faz nada a respeito. O que eu fa‡o? troco a lona ou nÆo?
Rafael – araraquara
Se a revenda Yamaha est  reconhecendo que o produto que vende nÆo presta, entÆo v  de paralela, mas da pr¢xima vez avisa qual ‚ essa concession ria.