celular-e-volante-1

Combinação celular e volante é usada por 51% de motoristas

Uma cena tão comum no trânsito urbano quanto revoltante: o uso de celular enquanto dirige. Uma pesquisa realizada entre 15 e 27 de julho, com 2.686 motoristas, das cinco regiões do País, revelou que 51,9% dos condutores brasileiros admitem fazer a combinação celular e volante, dirigindo com seu smartphone em mãos, ainda que poucas vezes.

Pesquisa ouviu motoristas de todas as regiões e comprovou que mais da metade dos brasileiros combina celular e volante

Pesquisa ouviu motoristas de todas as regiões e comprovou que mais da metade dos brasileiros combina celular e volante

O estudo foi realizado pela Arteris, uma das maiores companhias do setor de concessões de rodovias do Brasil e responsável por autopistas como a Fernão Dias e Régis Bittencourt. No levantamento, motoristas responderam a um conjunto de perguntas sobre o seu próprio comportamento no trânsito, abordando quatro eixos de análise: uso do cinto de segurança, direção após o consumo de bebida alcoólica, desrespeito aos limites de velocidade e uso do celular ao volante. O percentual de motoristas que usa o celular enquanto dirige é ainda mais alto entre motoristas com idade entre 18 e 21 anos e residentes da região sudeste do País.

Cena muito mais comum do que gostaríamos que fosse e que contribui para o violento cenário do trânsito brasileiro. Segundo a OMS, 140 pessoas morrem em vias brasileiras todos os dias

Cena muito mais comum do que gostaríamos que fosse e que contribui para o violento cenário do trânsito brasileiro. Segundo a OMS, 140 pessoas morrem em vias brasileiras todos os dias

Dirigir enquanto usa o celular é infração gravíssima prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), gerando 7 pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 293,47. Além disso, claro, aumenta exponencialmente a probabilidade de acidentes. “Alguns segundos de distração ao digitar um número de telefone ou mensagem, por exemplo, a uma velocidade de pouco mais de 100km/h, pode levar um motorista a percorrer a distância equivalente a quatro campos de futebol totalmente às cegas”, informou a Arteris. A empresa também citou o dado da Organização Mundial de Saúde (OMS), afirmando que no Brasil a cada hora 140 pessoas perdem a vida no trânsito.

“Os aparelhos de celular fazem parte da nossa realidade atualmente, mas, praticamente todos os aplicativos disponíveis hoje, podem ser programados ou iniciados antes de dar partida no veículo. Infelizmente, a pesquisa indica que os motoristas brasileiros, mesmo cientes da legislação e do perigo, ignoram essa possibilidade e seguem adotando comportamentos de risco”, lamentou Elvis Granzotti, gerente de Operações da Arteris.

Separador_motosFonte: Imprensa Arteris

 



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.