Foto: Verificando os comandos de válvulas - Bitenca

Conselho de mecânico – Se melhorar estraga – O serviço da bota – Peso não é capacidade de carga. –

Foto: Verificando os comandos de válvulas - Bitenca

Foto: Verificando os comandos de válvulas - Bitenca

Conselho de mecânico.
Gostaria d saber se o mecanico que faz um motor tem direito de abrir quantas vezes o motor se ele não consegue sanar o problema a garantia lhe da o direito de ficar fuçando até quando? Levei em uma oficina que se diz especializada em marcas tem uns 10 funcionarios que se dizem mecanicos. O que fazer se em menos de 3meses ele abriu 3x e agora fui viajar fiquei na mão. Travou de vez tudo, maior barulhão na parte de cima. Me dê um conselho. Vanda, 38, Rio Claro, SP.

R: Olá Vanda. Parece que seus mecânicos não são muito bons mesmo. Na verdade a garantia dá a você o direito de exigir o conserto de forma correta e quantas vezes for necessário. Minha intuição diz para você procurar um outro mecânico, de sua confiança que possa lhe acompanhar numa conversa sobre a sua situação com a oficina onde se encontra a moto.
Esse mecânico, ou um amigo que entenda, deve lhe ajudar a identificar o problema original e verificar se a solução proposta pela oficina serve de fato para resolver definitivamente o caso.
Peças de origem duvidosa, não originais, podem ser uma das causas. Assim como a insistência em continuar usando um componente defeituoso, que trabalhe em conjunto com outro trocado. O velho estraga o novo, devem ser trocadas todas as peças de um mesmo sistema, que influam umas nas outras. Boa sorte,


Se Melhorar Estraga-
Olá mestre Bitenca, como vai? Hoje minha dúvida é sobre pneu! Estou precisando trocar o pneu traseiro da minha GS500. A medida original do pneu é 130/70, estou pensando em colocar um 140/70. Qual a principalmente diferença em relação a pilotagem entre o 130/70 e o 140/70?! O 140/70 fica melhor ou pior nas curvas? O consumo pode aumentar? Caso sim, o aumento pode ser significativo? O desempenho (km/h) pode piorar ou melhorar?
Muito obrigado… tenham todos uma ótima semana! Danilo, 23, Umuarama, PR.

Foto: Muito peso na moto desestabiliza - Bitenca

Foto: Muito peso na moto desestabiliza - Bitenca

R: Danilo, As especificações do seu pneu foram definidas na fábrica como sendo a melhor escolha. Se você colocar um pneu mais largo, (140mm) na verdade a área de contato pode diminuir e a curvatura do pneu vai trabalhar em dissonância com o dianteiro, podendo até causar alguma situação de perigo.
O melhor é manter as medidas originais.
Porém, num teste comparativo entre a GS 500 e a CB 500, verificamos que o pneu 130/80 (com altura maior) da CB 500 poderia dar um resultado melhor na GS também, mas isso não foi verificado de fato.
Um diâmetro final maior da roda, teoricamente, se o motor empurrar, pode aumentar a velocidade final e diminuir a aceleração. Aumenta a massa da roda e como conseqüência o seu efeito giroscópico que é a resistência em mudar trajetórias e frenagem. É possível uma melhora no consumo em certas situações em que a aceleração não seja tão requisitada, como em descidas de serra, retas longas etc. Muda o equilíbrio entre as alturas da dianteira e traseira, podendo prejudicar tambem na ciclística, em termos de geometria, além do efeito giroscópico descrito acima. Abraços.


O serviço da bota –
Recentemente sofri um acidente de transito, estava no corredor e devido a uma fechada, para não bater de frente no carro que trocou repentinamente de faixa, desviei e acabei entrando na lateral de um outro carro. Não perdi meu pé pois esta usando bota, que aliás sempre na mochila,antes de montar na moto troco o tenis pela bota, que aliás perdeu o solado no acidente. Gostaria de saber o tipo de bota mais indicada para o transito urbano (de São Paulo), mas principalmente que ofereça uma maior proteção.

R: Boa Wagner. Se mais motociclistas usassem equipamentos os acidentes seriam menos graves, como foi o seu.
Procure substituir a sua bota por outra que seja bem confortável, resistente e que segure bem pelo calcanhar. Já há bons fabricantes nacionais, inclusive com couro hidrofugado para uma melhor impermeabilidade.
Procure uma com ajuste depois de calçada, como um zipper ou fechos que apertem o cano da bota sobre a perna porque isso garante uma segurança maior, ela não sai do pé tão facilmente. Abraços.


Peso não é capacidade de carga –
Boa tarde pessoal do Motonline, voces sempre me ajudam a dirimir dúvidas então resolvi recorrer ao pessoal do site novamente. Desejo saber qual é a lógica para a capacidade de carga de alguns modelos da Yamaha. Visitei o site dessa montadora, buscando informações sobre a minha XT225, e me deparei com dados curiosos. A Fazer250 tem capacidade para 167KG, a Lander250 para 169KG, a XT225 para 183KG e a YBR125K/E/ED(2009) para 197KG(!!!). Onde está a lógica disso? As motos menores têm maior capacidade que as maiores? Uma moto “on/off road” de 250cc não deveria ter uma estrutura muito mais reforçada que uma “street” de 125cc? Abraços e obrigado pela atenção. Renato, 53, São Paulo, SP.

R: Renato, nem sempre o peso da moto indica a capacidade de carga. Uma moto trail tem um uso mais esportivo, leva menos carga do que uma utilitária de uso estritamente urbano.
Assim, as fábricas projetam uma capacidade de carga maior para as motocicletas destinadas ao trabalho, que levam garupa e carga mais frequentemente do que as destinadas a fins esportivos ou mesmo de lazer.
Abraços