Foto: Bitenca

Desenvolvimento de motores, Regulando o TPS, Lenta lenta.

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Bom dia, antes de mais nada agradeço a atenção. venho por entermedio desta encarecidamente solicitar informações a respeito de calculos de curso de biela e comando e angulo de ressalto para tranformação de potencia de motores 4tempos . pois tenho alguma experiencia com motores 2t e gostaria de me atualizar a respeito desse sistema de mecanismo;não que não tenha conhecimento mas gostaria se possivel informações precisas do que posso ou nao fazer nas transformações. desdeja deixo meus sinceros agradecimentos. atenciosamente Fabio, 43, Piratubba, SC

R: Fábio, são muitas as possibilidades e grandes teorias são desenvolvidas a
esse respeito. Aconselho a procurar livros sobre engenharia automotiva, no
desenvolvimento de motores pois há inúmeros aspectos a se levar em conta que
seria impossível abordar nesse espaço. Em termos de modificações é
interessante saber antecipadamente o que se quer obter de resultado para
então verificar as possibilidades mecânicas de se executar o serviço.
Desenvolvimento de um verdadeiro laboratório de pesquisa. Boa sorte

Olá amigos. Quero saber se tem como regular o sensor de posição da borboleta do carburador da Bandit 1200. Será que com um multi-teste dá pra ajustar? qual seriam os valores a encontrar? Grato! Ivan, 35, Salvador BA

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

R: Ivan, o sensor de posição do acelerador (TPS) é um potenciômetro que dá um
valor de resistência a cada posição do acelerador. O seu ajuste é feito
alterando o ângulo em que ele está em relação ao da borboleta e assim é
alterado o valor em ohms do ponto de repouso dela, para mais ou para menos.
Como essa posição é relativa não há necessidade de medir a resistência,
apenas o quanto se quer alterar em graus na relação entre a posição do
potenciômetro com a da borboleta.
Abraços,

Ola Bitenca, Gostaria de ver minha duvida esclarecida, se possivel. Tenho uma Fazer 250 e o giro dela, apos o motor quente, apresenta-se em 1000rpm.Vale observar que a mesma nao engasga e nem morre por este motivo. Assim, minha duvida é, como no manual o giro deve estar entre 1400 e 1250 rpm, por se apresentar um pouco abaixo do descrito no manual, isso causaria problemas no motor? E se eu andar devagar ,com o giro baixo, como sempre ando, pode acarretar problemas no motor? desde ja agradeço. Rodrigo, Belo Horizonte, MG

R: Problema nenhum Rodrigo. Está especificado assim no manual porque nessa
rotação o gerador permite um equilíbrio correto entre a sua carga e a descarga das luzes. Se você não deixar a moto por muito tempo nessa condição não haverá problema algum, até fica um pouco mais econômica e é comum o
mecânico deixar assim por esse motivo.
Apenas evite deixar a moto na lenta por muito tempo com as luzes todas
ligadas para poupar a bateria, só isso.