Indústria de Motocicletas Confirma Tendência de Crescimento Para 2008

Os números de produção e vendas apresentam leve oscilação no mês de julho, mas não interferem no crescimento contínuo do setor.

Apesar da leve oscilação nos números referentes à produção e vendas dos veículos de duas rodas em julho, a expectativa de crescimento da indústria brasileira de motocicletas já se concretizou no primeiro semestre deste ano. Segundo a Abraciclo – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares, o setor fechou o mês com 159.900 motocicletas produzidas, um decréscimo de 17,3% se comparado ao mês anterior. A queda registrada na fabricação foi em função das férias coletivas das indústrias e também foi acompanhada pela diminuição das vendas no atacado para as redes de concessionárias, contabilizando 144.757 unidades comercializadas, volume 18,8% menor em relação a junho.

No entanto, durante os primeiros sete meses do ano, o segmento produziu 1.270.808 motocicletas, contra 987.074 unidades fabricadas no mesmo período do ano passado, o que representa aumento de 28,7% do volume de produção. Já as vendas no mercado interno este ano foram de 1.184.627 unidades contra 888.609 unidades comercializadas de janeiro a julho de 2007.

Segundo Paulo Shuiti Takeuchi, presidente da entidade que congrega as montadoras de motocicletas, os números de produção e vendas obedecem aos parâmetros previstos pela entidade. “As variáveis apontadas traduzem as mesmas oscilações encontradas nos anos anteriores, com queda no mês de julho e a perspectiva de recuperação já no próximo período”, declara.

Os números positivos também motivaram a entidade a revisar as perspectivas de crescimento de 2008. A expectativa para vendas passou de 13,8% no mercado interno, para 20,6%, chegando à marca de 1.930.000 de motocicletas. Também de acordo com as previsões da Abraciclo, até o final do ano devem ser produzidas 2.040.000 unidades, equivalente a 17,3% a mais do que a produção do ano de 2007.

Exportações – Depois de um período de queda durante o primeiro semestre, as exportações reagiram e apresentaram crescimento de 19,8% com 13.389 unidades vendidas em julho. Mesmo com esta pequena elevação, as vendas para o mercado externo ainda ficaram 23,7% inferior, comparado com julho de 2007, quando 17.563 motocicletas foram exportadas. A projeção para 2008 é que as exportações diminuam 21%, em relação ao ano anterior.