Dana White, presidente do UFC: Harley-Davidson não é para andar no trânsito do Brasil

Moto Harley-Davidson é pivô de polêmica no UFC 155

Dana White, presidente do UFC: Harley-Davidson não é para andar no trânsito do Brasil

Dana White, presidente do UFC: Harley-Davidson não é para andar no trânsito do Brasil

A Harley-Davidson é uma das empresas patrocinadoras do UFC 155, que acontecerá hoje, 29/12, em Las Vegas, nos Estados Unidos. No entanto, uma moto da marca americana que será dada como prêmio ao vencedor da luta principal entre o brasileiro Junior Cigano e Cain Velásquez acabou causando polêmica por conta do acidente de moto de José Aldo, campeão do UFC na categoria peso pena, que o tirou do UFC Rio III que aconteceu no dia 13 de outubro.

O presidente do UFC, Dana White, durante um bate-papo com jornalistas foi indagado se ele considerava uma contradição o UFC dar uma moto a um lutador, Dana White foi respondeu:

– Uma Harley-Davidson não é feita para andar no trânsito. Não é uma moto comum, muito menos para andar no trânsito do Brasil. Eu estive lá e vi. Os motoqueiros lá andam como loucos, ziguezagueando pelo meio dos carros, passando a centímetros dos caminhões e ônibus. São loucos, é a coisa mais louca que eu vi na minha vida. Acredite em mim: José Aldo tem dinheiro suficiente para comprar um carro, uma van, um ônibus ou uma SUV. Ele não precisa usar uma moto como meio de transporte. Uma Harley Davidson é para se pegar a estrada, curtir um passeio, e não andar no trânsito, entre os carros. São duas coisas bem diferentes.

E você, acha que Dana White está certo? Opine abaixo na área para comentários se você acha que uma Harley-Davidson não deve ser usada no trânsito do Brasil, mas apenas em passeios e viagens!