Baús Laterais de 41 litros cada, e o Maxia 55 litros traseiro

Peabiru – Bagagem de Longa Distância

 

Instalação dos Baús

Instalação dos Baús

 

Um dos preparativos que mais causam temor em muitos motociclistas, pelo incrível que pareça, é a hora de arrumar a bagagem. Se for para uma viagem de longa distância e com garupa mulher… o mundo fica próximo do fim.
Exageros a parte, a tarefa não é fácil, mas com algumas observações em viagens anteriores, a organização fica cada vez mais simples.
Depois de tanto quebrar a cabeça para colocar metade do armário dentro dos alforjes, separamos algumas pode facilitar em muito o serviço.

O Clima
Deve-se pesquisar sobre o clima e a previsão do tempo do destino pré-determinado, bem como as variações ao longo do caminho. Não é fácil e tão pouco assertivo, mas já pode ajudar um pouco.
Me recordo que quando viajamos de Santos para Salvador em MAI/2010 a lógica foi óbvia, estamos indo para o Nordeste então na bagagem vamos colocar chinelo, camisetas, biquíni (viajo com a esposa – o biquíni não é para uso próprio (rs)) e bermuda… acontece que o tempo anda cada vez mais louco, no Nordeste também faz frio e no verão é comum a entrada de frentes frias.
Pois bem, passamos um frio lascado por conta dessa preparação despreparada, e uma frente fria nos encontrou em Salvador, depois de quase congelarmos no Interior de Minas Gerais.
Verão não significa Sol e calor – isso só acontecia na época dos nossos avôs!
Reserve sempre um lugar para uma peça de moletom e/ou camiseta de manga comprida, valerá muito a pena.

 

Baús Laterais de 41 litros cada, e o Maxia 55 litros traseiro

Baús Laterais de 41 litros cada, e o Maxia 55 litros traseiro

 

As roupas
Depois de muito rodar no Brasil, não tínhamos roupas especiais para viagens de moto… usávamos calça jeans, bota e jaqueta de couro e isso nos bastava.
Realmente para rodar o Brasil não precisamos muito mais que isso, mesmo que esta roupa não seja o ideal para a segurança no caso de queda… mas é o que dispúnhamos e por conta disso sempre foi necessário levar duas ou três mudas de roupas apenas para usar na estrada.
Na bagagem isso toma espaço.
Para nossa última viagem, como subiríamos os Andes no Inverno, tratamos logo de conseguir roupas de cordura e com isso adquirimos o chamado “uniforme de estrada”. Calça, jaqueta, luva e botas especialmente para rodas. Com isso sobrou espaço nos baús para roupas para uso em turismo nas cidades.
Neste novo modelo, fica muito mais fácil, pois é preciso roupa para sair, seja para almoçar, jantar ou visitar um museu, igreja ou parque.
Particularmente nesta viagem levei:
 2 calças jeans;
 4 pares de meias;
2 cuecas;
6 camisetas;
1 bermuda;
1 moleton ;
2 agasalhos – um de lá e outro de moleton;
1 chinelo e;
1 tênis.
No Deserto de Atacama e Altiplano Andino, o ar é tão seco que lavar meias e cuecas no Box do banheiro, garantem que na manhã seguinte tudo esteja seco. Se não secar é fácil, prenda uma aranha no baú e prenda as peças molhadas. Em poucos km tudo estará seco.

Últimas dicas
• Coloque sobre uma mesa tudo o que você necessitará na viagem em relação a eletrônicos. Se viajar com notebook e o mesmo tiver leitor de cartão, já dispense todos os cabos de transferência. Não esqueça os carregadores.
• Quanto a remédios, leve apenas o indispensável e trivial como dor de cabeça, antigripal, analgésicos e anticoncepcional (se você for com a patroa… claro). Já vi motociclista organizar bagagem levando um pequeno hospital, mas na boa, para onde você vai não tem farmácia?
• Levamos pela primeira e última vez barras de cereais… tomaram um espaço precioso e não víamos a hora de acabar com aquelas barrinhas que no final da conta estavam moles por causa do calor… é um suprimento desnecessário. Melhor é comprar água e bolachas antes de pegar estrada do que levar desde casa.
• Leve roupas escuras, enquanto não estiverem fedidas de suor, a sujeira não aparece! Já peguei estrada com camisetas brancas e é um senhora burrada.
• Não encha os alforjes ou baús até a capacidade máxima, pois ao longo do caminho você acabará por lotá-los. Quando voltamos para casa fui até a farmácia da esquina para pesar a nossa bagagem. Cada baú lateral pesava 15kg enquanto o traseiro passou dos 20kg.

Obs: Para facilitar a discussão sobre esse assunto criamos um espaço no final da página ou no fórum para os motonliners.