Endrews Armstrong, estreante na MX2

Roberto Castro e Rafael Faria fazem grande estreia na Superliga MX

Endrews Armstrong, estreante na MX2

Endrews Armstrong, estreante na MX2

Dias de sol e disputas quentes deram a tônica dos melhores momentos deste início de temporada.

A MXPró, principal categoria, reservava grandes emoções para o domingo, com a realização de duas baterias. Os maiores pilotos do circuito estavam presentes, e a expectativa em torno da estreia do costarriquenho Roberto Castro na equipe Dunas/Brasil Racing crescia a cada instante. O piloto não decepcionou e fez bonito, garantindo o terceiro lugar na classificação geral, com um segundo e um terceiro lugares em cada bateria. “Estou contente. Espero mais de mim, sei que posso render mais, mostrei isso na pista. Infelizmente cometi um erro na segunda bateria, quando eu era líder”, analisou, pra depois explicar onde errou. “Dei de bico na seção de costelas e perdi o controle. Consegui segurar, mas ele me passou”, disse, referindo-se a Jorge Balbi Jr, vencedor da etapa e da segunda bateria.

Na categoria MX2, Rafael Faria ganhou a bateria de sábado, mas no domingo sofreu uma queda na largada, o que comprometeu seu desempenho. Ao cair, o paranaense saiu por último, tendo que fazer uma corrida de recuperação. Girando na mesma casa do tempo dos líderes, Faria acabou a segunda bateria na 13ª posição, somando 33 pontos. Com este resultado, o piloto garantiu a quarta colocação na classificação geral. “Cumpri meu objetivo, que era ficar entre os cinco primeiros. Pena que caí na largada, mas isso é da corrida”, contemporizou o atleta. “Agora é pensar no campeonato”, finalizou.

Endrews Armstrong, que também é patrocinado pela Brasil Racing e faz sua temporada de estreia na MX2, ficou com a 15ª posição no quadro geral. “Estava receoso quanto ao tempo de prova. Não sabia se teria condições físicas para aguentar a MX2. Esperava terminar entre os dez, mas larguei mal nas duas baterias. Vou trabalhar forte para melhorar na segunda etapa”, projetou Endrews.

Por fim, uma queda envolvendo cerca de dez pilotos atrapalhou os planos de Pedro Bueno na categoria MXJúnior. O piloto da Brasil Racing, que ainda se recupera de uma fratura na clavícula, caiu num “strike geral” na largada, e teve que recuperar posições, finalizando a prova na 25ª posição.

Agora a Superliga Brasil de Motocross vai para Paulínia (SP), onde será realizada a segunda etapa da competição. As provas estão marcadas para os dias 30 de abril e 1º de maio.

Confira os resultados da primeira etapa e a classificação do campeonato:
MXPró
1) Jorge Balbi Jr – 47 pontos
2) Leandro Silva – 45 pontos
3) Roberto Castro (Brasil Racing) – 42 pontos
4) João Marronzinho – 34 pontos
5) Eduardo Lima – 33 pontos

MX2
1) Adam Chatfield – 47 pontos
2) Hector Assunção – 40 pontos
3) Humberto Martins – 40 pontos
4) Rafael Faria (Brasil Racing) – 33 pontos
5) Marcelo Lima – 32 pontos

MX3
1) Davis Guimarães – 25 pontos
2) Massoud Nassar Neto – 22 pontos
3) Cristiano Lopes – 20 pontos
4) Walter Tardin – 18 pontos
5) Nielsen Bueno – 16 pontos

MX4
1) Milton Chumbinho Becker – 25 pontos
2) Marcos Paz – 22 pontos
3) Leo Lopes – 20 pontos
4) Dario Jr. – 18 pontos
5) Ricardo Kaphê Sebbe (Brasil Racing) – 16 pontos

MXJúnior
1) Thiago Formehl – 25 pontos
2) Wilgner Francisco – 22 pontos
3) Kaio Miranda – 20 pontos
4) Filipe Gonçalves – 18 pontos
5) Pedro Melo Jr.- 16 pontos
25) Pedro Bueno (Brasil Racing)

65cc
1) Enzo Lopes – 25 pontos
2) Arthur Todeschini – 22 pontos
3) Carlos Evangelista – 20 pontos
4) Leonardo Silva – 18 pontos
5) Matheus Emílio – 16 pontos