"Rusty Rio" no degrau mais alto do pódio

Rusty Rio representará o Brasil no Battle of the Kings

Foram 14 motos especiais que concorreram para representar o Brasil no Battle of the Kings 2018. Em pouco mais de um mês, elas receberam mais de 10.000 votos do público, que definiu as três motocicletas finalistas. E então, cinco jurados escolheram o Custom King Brasil 2018 na premiação realizada em São Paulo (SP). E a moto vencedora é o projeto Rusty Rio, da concessionária Rio Harley-Davidson, que vai competir com outras 250 motocicletas customizadas por concessionárias Harley-Davidson de todo o mundo no EICMA – Salão de Milão, que acontecerá entre 6 e 11 de novembro deste ano.

As três motos finalistas do Battle of the King Brasil: ABA (São Paulo), The One (Curitiba) e Rio Harley-Davidson

As três motos finalistas do Battle of the King Brasil: ABA (São Paulo), The One (Curitiba) e Rio Harley-Davidson

O Battle Of The Kings é a maior competição mundial de customização de motocicletas H-D e pela primeira vez as concessionárias brasileiras foram incentivadas a participar. O objetivo da marca é divulgar sua marca e estimular a cultura de customização, atividade que naturalmente aumenta as vendas de motocicletas e do vasto estoque de peças e acessórios da marca feitos exatamente para isso, deixar a moto de cada consumidor com a sua cara, permitindo que novas ideias de personalização surjam.

Villaça: Battle of the Kings no Brasil superou as expectativas

Villaça: Battle of the Kings no Brasil superou as expectativas

O regulamento determinava que cada concessionária escolhesse uma entre duas motocicletas zero km comercializadas no Brasil da família SportsterForty-Eight ou Roadster. Além disso, era necessário que pelo menos 50% da verba investida na customização da motocicleta fosse para compra de peças e acessórios genuínos da marca. Importante lembrar que o catálogo de peças e acessórios da HArley-Davidson é atualizado periodicamente e hoje conta com mais de 45 mil opções, Ou seja, não faltaram opções para que cada projeto imprimisse a sua identidade na moto, uma das formas de expressar a liberdade e a individualidade sobre duas rodas.

O projeto da moto vencedora – Rusty Rio – como o próprio nome já expressa (Rusty é “oxidado” em inglês) tem a ver com a maresia característica da cidade. Seu desenho é inspirado na coleção “Brass Collection” e procura homenagear os 115 anos da Harley-Davidson e mescla o vintage com o moderno. A base do projeto é uma Sportster Forty-Eight, um estilo que cativa os “Harleyros” tradicionais e o público jovem, com visual limpo e agressivo, mas sem abusar das peças especiais. O projeto trabalhou muito bem os detalhes e a pintura para dar aquele ar corrosivo, com a presença da tecnologia eletroluminescente e folhas de ouro no tanque icônico “peanut“.

 “O Brasil está muito bem representado pela Rusty Rio”, disse Fávio Villaça, gerente de marketing da Harley-Davidson América Latina. “Superamos a expectativa não apenas de projetos desenvolvidos como também na participação popular e isso mostra que atuamos num mercado com enorme potencial para personalização de motos”, finaliza o executivo.
separador


Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.