Stock Car- Wagner Ebrahim comenta o Astra V8

Estreante no Campeonato Brasileiro de Stock Car V8, que ter  a prova de abertura disputada a partir das 10h30 deste domingo em Pinhais/PR, o paranaense Wagner Ebrahim – Valorem, teve sua primeira experiˆncia com um carro de Turismo nos treinos coletivos que estÆo sendo realizados no Aut¢dromo Internacional de Curitiba, desde a £ltima quarta-feira.

A maior diferen‡a que Wagner Ebrahim encontrou em rela‡Æo aos outros carros de corridas em que j  competiu, foi justamente no habit culo do piloto, que obviamente ‚ totalmente fechado. “NÆo tem circula‡Æo de ar dentro do carro, justamente para melhorar a aerodinƒmica do Astra. Por isso, l  dentro ‚ muito quente, abafado, e isto acaba provocando um pouco de cansa‡o”, admite o piloto, que tem pouca massa muscular e preparo f¡sico de atleta. No entanto, justamente a carroceria fechada do novo Astra Sedan ‚ o que est  causando mais problemas para o carro 74 da Diretriz/Valorem. “Como recebemos a nova carroceria a pouco tempo, tivemos que mudar o painel, todo os chapeamento, as fixa‡äes, e isto demanda muito tempo para fazer os ajustes e deixar tudo bem feito”, explicou Duda Pamplona, que nesta prova est  atuando como chefe de equipe de Wagner Ebrahim.

Muito entusiasmado com a nova experiˆncia em sua carreira, Wagner Ebrahim acha que ainda ‚ cedo para opinar com mais clareza sobre as rea‡äes e desempenho do Astra V8 da Stock Car, com 450 cavalos de potˆncia. “Da estabilidade eu ainda nÆo posso falar nada, pois andei bem devagar nas curvas, e a carroceria estava raspando nos pneus. Mas quanto a potˆncia, eu me adaptei facilmente, pois j  corri com carros potentes. E por causa do peso do Stock Car, ele nÆo d  muito soco nas costas”, exemplifica o piloto de 26 anos de idade. “O freio ‚ estranho, pois quando est  frio, ele atua bem, e depois de duas voltas, ‚ preciso aplicar muita for‡a para parar o carro. Precisa tem uma forte musculatura na coxa e na panturrilha, mas nÆo ‚ nada dif¡cil”, continua Wagner. “O cƒmbio que estou usando ‚ em H, e nÆo o seqencial, ao qual eu j  estava acostumado. EntÆo, a diferen‡a ‚ que a¡ se perde um pouquinho de tempo, mas nada de extraordin rio”, encerrou o experiente piloto de monoposto, que durante nove anos disputou categorias internacionais.

O treino coletivo da Stock Car prosseguir  na tarde desta quinta-feira, das 13h30 at‚ 16h30, com trˆs sessäes de 1h15 cada. Na sexta-feira serÆo realizados os treinos livres j  no circuito externo, e no s bado haver  a defini‡Æo do grid de largada.

Os mais r pidos nos treinos coletivos da manhÆ de quarta-feira foram:
1. Antonio Jorge Neto 1:20.930
2. Thiago Camilo 1:21.067
3. Giuliano Losacco 1:21.375
4. Chico Serra 1:21.401
5. Andr‚ Bragantini Jr 1:21.430
6. Guto NegrÆo 1:21.449
7. Alceu Feldmann 1:21.564
8. Pedro Gomes 1:21.638
9. Raul Boesel 1:21.733
10. Ingo Hoffmann 1:22.170.