01caseystoner,motogp_0_original

Stoner vence em Jerez seguido de Lorenzo e Pedrosa

Hayden levou sua Ducati ao 8º lugar, com Valentino Rossi logo atrás

Hayden levou sua Ducati ao 8º lugar, com Valentino Rossi logo atrás

Depois de muita expectativa em função da chuva, que chegou a interromper a prova da Moto2™, a principal categoria do motociclismo mundial mostrou grandes pegas e muita competição em todas as posições. Com emoção desde o início, Pedrosa (Repsol Honda) disparou na frente do pole, Lorenzo (Yamaha Factory Racing) e trouxe Cal Crutchlow (Monster Yamaha Tech3) consigo após ultrapassagem sobre Nicky Hayden (Ducati Team).

O companheiro de equipa de Pedrosa, Casey Stoner, também passou por Lorenzo e depois pelo seu companheiro de equipe. Stoner rodava mais rápido que todos, mas não conseguiu se isolar de Lorenzo, que reagiu bem às ultrapassagens no princípio e recuperou-se, chegando à segunda posição. Enquanto isso, a luta no segundo pelotão com Hayden, Pedrosa, Dovizioso e Crutchlow também era imprevisível, pois a troca de posições era constante. No final, Pedrosa firmou-se em terceiro e partiu em busca da dupla da frente.

Enquanto isso, Hector Barberá (Pramac Racing) defendia o nono lugar dos ataques de Valentino Rossi (Ducati Team), do companheiro de equipe de Lorenzo, Ben Spies, Karel Abraham (Cardion AB Racing) e de Randy de Puniet (Power Electronics Aspar). Crutchlow conseguiu melhor perfomance e foi em busca de Pedrosa para brigar pela terceiro posição.

Dani Pedrosa lutou muito e conseguiu manter a 3ª posição

Dani Pedrosa lutou muito e conseguiu manter a 3ª posição

Hayden começou a ter dificuldades a 16 voltas do final e foi ultrapassado por Álvaro Bautista (San Carlo Honda Gresini) e depois por Stefan Bradl (LCR Honda MotoGP), que foi sétimo. Enquanto isso, Rossi passou Barberá e tentou reduzir a diferença de oito segundos para o americano. Na ponta, Stoner manteve Lorenzo na segunda posição, enquanto mais atrás Crutchlow obrigava Pedrosa a não falhar na luta pelo terceiro degrau do pódio. A nove voltas do final Lorenzo atacou forte e reduziu a margem para Stoner, mas o australiano conseguiu manter a posição até final para garantir a primeira vitória em Jerez.

Lorenzo conquistou o segundo posto final, com Pedrosa a terminar em terceiro, pouco à frente de Crutchlow e com Bautista a fechar a lista dos cinco primeiros. O Top 10 contou ainda com Dovizioso, Bradl, Hayden, Rossi e Barberá. O melhor das CRT foi Aleix Espargaró, que se beneficiou da desistência de Randy de Puniet.