Freios poderosos bem administrados pelo sistema ABS de última geração

União Europeia ordena uso obrigatório do ABS em motocicletas

A partir de 2016 os sistemas antibloqueio de frenagem (ABS) serão introduzidos como equipamento original para um número maior de motos na União Europeia. No início de março foi aprovada uma legislação cujo objetivo é reduzir ainda mais o número de acidentes de trânsito. Só em 2011, cerca de 5 mil motociclistas morreram nas estradas da Europa. “A utilização do ABS pode impedir mais de um quarto de todos os acidentes de moto com danos pessoais “, diz Gerhard Steiger, presidente da divisão Chassis Systems Control da Bosch, segundo estudo sobre acidentes conduzido pela empresa.

Redução de peso dos sistemas ABS para motocicletas

Redução de peso dos sistemas ABS para motocicletas

O fabricante oferece o sistema antibloqueio de frenagem para motos desde 1994 e já vendeu cerca de 750 mil sistemas até hoje. Em 2010, a empresa lançou uma geração de ABS projetado especificamente para motos e, desde então, vem trabalhando no desenvolvimento continuo de funções adicionais que visam melhorar o desempenho do sistema. Também em 2010, a Associação Automobilística da Alemanha (ADAC) concedeu o prêmio “Yellow Angel” para a Bosch, na categoria “Inovação e Meio Ambiente” pela contribuição do sistema ao aumentar a segurança dos motociclistas.

De acordo com a nova legislação da UE, será obrigatório instalar um sistema antibloqueio de frenagem para todas as motos que tenham motorização superior a 125 cc. A partir de 1° de janeiro de 2016, isso será aplicado em motos às quais será concedida a homologação e, a partir de 2017, para todos os modelos.

Além disso, será exigido que veículos de duas rodas, com motorização de acima de 50 cc até 125 cc, tenham ABS ou pelo menos sistema de frenagem combinado (CBS – Combined Brake System). Esse sistema trabalha com os freios dianteiro e traseiro mecanicamente, resultando que ambas as rodas sejam simultaneamente desaceleradas durante a frenagem. No entanto, essa solução não regula a pressão do freio – o que significa que as rodas ainda podem travar. Após a ratificação pelo Parlamento Europeu e pelo Conselho de Ministros da União Europeia, a norma já foi publicada no Diário Oficial e, portanto, está oficialmente em vigor.

Com freio ABS dificilmente o piloto perde o controle da moto

Com freio ABS dificilmente o piloto perde o controle da moto

Mercado brasileiro Segundo pesquisa realizada com base em estatísticas de vendas, no Brasil apenas 1% das novas motocicletas vendidas entre janeiro e dezembro de 2012 saíram de f ábrica equipadas com os freios ABS. Entre essas, nenhuma moto com menos de 250cc, que representa o maior segmento do Brasil com mais de 90% de participação de mercado. Em contrapartida, em 2012, 41% dos carros novos registrados já contavam com ABS.

Segundo estudo realizado pelo Banco de Dados de Acidentes da Alemanha, o GIDAS, 47% dos acidentes com motos são causados por frenagem equivocada ou hesitante. O ABS resolve este problema e permite uma frenagem mais segura e eficiente. Diversos estudos científicos comprovam que o ABS é o sistema com mais alto potencial de segurança.

O Brasil é o maior mercado de motos na América Latina e também líder em termos de tecnologia automotiva e de motocicleta.

Leia mais sobre ABS para motocicletas:  clique aqui