MV BRUTALE rossa  part. 030

Brutale 675: uma MV Agusta “popular”

Com a introdução da linha Brutale, a MV Agusta buscou criar um ponto de referência da categoria naked de grande cilindrada, com design único e desempenho de superbike. Agora com a chegada de mais um membro para a “famiglia”, a marca de Varese tenta novamente ser a referência na categoria naked de média cilindrada.

Desenho limpo e moderno: note o detalhe do escape de três saídas, uma para cada cilindro

Desenho limpo e moderno: note o detalhe do escape de três saídas, uma para cada cilindro

A Brutale 675 nasce já mostrando seu refinamento, com o design apurado e bem definido pelo chassi que apresenta seu projeto totalmente inovador e que procura ser acessível e amigável a todos os tipos de motociclistas e seus diferentes níveis de experiência. A MV Agusta Brutale 675 quer satisfazer os pilotos mais exigentes, mas também aqueles que são novos para o esporte. Tanto faz o ambiente, na rua ou na pista, a Brutale 675 é capaz de encarar qualquer situação com prazer e desenvoltura.

Leve ágil e com potência acima da média na categoria, a MV Agusta Brutale 675 tem um motor de três cilindros em linha derivado diretamente da F3 (sua prima esportiva) que traz soluções técnicas antes vistas apenas em motos da categoria máxima do motociclismo, a MotoGP. A principal delas é a contra-rotação do eixo do virabrequim, que melhora sensivelmente o nível de equilíbrio dinâmico da moto. Outro bom exemplo é o MVICS (Sistema Integrado de Controle do Veículo), que integra e controla todos os sistemas de aceleração, alimentação e tração e oferece múltiplas soluções para todas as possíveis combinações de acelerador, alimentação e condições de tração. A potência de saída disponível é de 115 cv a 12,500 rpm distribuídos em uma curva de torque larga.

A MV Agusta Brutale 675 é a naked de média cilindrada com excelente relação peso-potência

A MV Agusta Brutale 675 é a naked de média cilindrada com excelente relação peso-potência

O chassi segue a tradição MV Agusta e mistura tubos de aço e componentes de alumínio para oferecer um nível de rigidez alto para todo tipo de condução. Com apenas 163 kg (seco), a MV Agusta Brutale 675 possui uma das melhores relações peso/potência da categoria. Outras características que se destacam na Brutale 675 são o controle de tração com 8 níveis de ajuste, balança traseira mono-braço oscilante com um amortecedor Sachs e os freios com pinças radiais.

O design da MV Agusta Brutale 675 é outro ponto a ser destacado no moto. A integração do assento do tanque de combustível com a rabeta mostra que o piloto torna-se um componente integrado da moto e que deve ser inserido no chassis. Extremamente compacto, qualquer piloto sente-se facilmente encaixado e seguro, com os pés firmemente apoiados nas pedaleiras ou no chão. Esse detalhe é reforçado pela ergonomia e ilustrado por um farol clássico e um painel digital completo.

Outro detalhe importante da construção da Brutale 675 é o fato de que os circuitos hidráulicos do motor (óleo e bombas de água) foram completamente integrados no cárter, o que resulta em grande eficiência de funcionamento do sistemas. As suspensões são com garfo telescópico invertido na dianteira e amortecedor com ajuste da pré-carga da mola na traseira. Os freios são Brembo com pinças radiais Nissin e cilindros mestre com reservatório integrado e dois discos de 320 milímetros na dianteira e disco de 220 milímetros na traseira com pistão de duplo cáliper.

A nova Brutale 675 estará disponível ao público europeu a partir de março de 2012 em três combinações de cores: vermelho / prata, branco / dourado e cinza / preto. O preço de lançamento é de 8,990 € (cada país pode ter um
variação de preços devido a direitos de importação e impostos locais).

Obs.: Para facilitar a discussão sobre esse assunto, criamos um tópico no fórum para os motonliners. Clique aqui para acessar o tópico.