Dono triste, do Canadá e texto polêmico

Tenho uma twister 2005, paguei mais de dez mil por ela ( t , minha mÆe pagou) sou louco por moto, e claro, ‚ minha primeira moto. Bem, sem rodeios, gostaria de falar q nÆo suporto mais ver vc falando mal dessa moto. Eu sei que vc manda muito bem e, com certeza, fala o que realmente sabe.Mas pelo amor de deus cara, deixa eu ser feliz com a minha twister, nÆo suporto ficar pensando que terei que trocar aquela pe‡a, aquela outra coisa, aquilo que ‚ car¡ssimo, nada contra, apenas acho que se vc nÆo vˆ nada de bom na Twister, por favor, nÆo humilhe, se eu tivesse grana, realizaria o sonho de qualquer motociclista, compraria uma puro sangue de mil e tantas cilindradas, mas, estou no Brasil, nÆo trabalho, minha mÆe q me deu a moto, tite, A MULHERADA SE AMARRA NESSA MOTO, entÆo, DEIXA EU SER FELIZ!!!
Mateus
DF
P“, Mateus, desculpe, mas sÆo os pr¢prios leitores que jogam lenha na fogueira a toda semana me perguntando “por que a Twister nÆo ‚ boa”. Vc pode ser feliz com sua motoca e a mulherada vai pagar pau para os dois, o £nico que nÆo gosta da Twister sou eu, e vc nÆo ‚ meu tipo. Vai fundo e beije as gatitas por mim.

Do Canad 
Moro em toronto canada e no fianl do ano estou voltando p/ o brasil, pretendo ir de toronto ao chile de aviao e do chile ao brasil rodando em uma R1, mas nao sei se posso chegar no chile apenas com a nota fiscal da moto ou se tenho que documentar a moto aqui mesmo se alguem puder me ajudar ou tiver alguma imformacao p/ me fornecer ficarei muito grato, obrigado
wellis goncalves da silva
toronto canada
gerentewellis@hotmail.com
Wellis, eu nÆo entendo nada de documenta‡Æo, mas tomei a liberdade de expor seu e-mail e quem souber de alguma informa‡Æo entre em contato direto com o Wellis.

Texto polˆmico
Veja esse texto retirado do site da revista Trip: “Matthijs van Boxsel, em seu livro A Enciclop‚dia da Estupidez, diz que a estupidez somente acontece com sucesso quando nÆo ‚ reconhecida. Mesmo assim, algumas pessoas insistem em enterrar a cabe‡a na areia como se fossem avestruzes da imbecilidade…” por J. R. Duran
bruno viana
teresina pi
BrunÆo, quanto tempo! Eu j  conhecia este texto e nÆo publiquei na ¡ntegra porque ‚ muito chato, assim como o autor, JR Duran. Imagine se todo cidadÆo brasileiro, imbu¡do deste esp¡rito benevolente enviasse um artigo para a Trip cada vez que desse de cara com uma crian‡a solta dentro do carro, inclusive bebˆs que vÆo no colo da mÆezinha? Ter¡amos de reservar uma edi‡Æo especial da Trip! NÆo concordo com quem leva crian‡as na moto em uma avenida como a Sumar‚, mas pela descri‡Æo do tipo de motociclista, da moto e do fato de os 3 estarem de capacete em uma manhÆ de s bado, mostra que a consciˆncia da seguran‡a est  presente, o que nÆo se repete quando motoristas levam crian‡as em ca‡amba de picapes, no porta mala de peruas ou no colo da mamÆe. Acho que o Duran ‚ mais um que adoraria ter moto, mas nÆo tem competˆncia para pilotar uma, assim como J“ Soares, Her¢doto Barbeiro e outros man‚s.