412 motos de várias marcas e cilindradas ocupando lotando o parque fechado

Enduro da Independência: primeiro dia é “pedreira”

Direto de Mariana (MG) – A mineira cidade de Mariana foi testemunha na tarde e noite desta quarta-feira, no Ginásio Arena Mariana, das solenidades de abertura e largada promocional da 32ª edição do Enduro da Independência. que exigirá dos participantes percorrer 800 km em 4 dias. Cerca de 400 pilotos de diversas categorias, com sua motos, lotavam o local da largada promocional, evento prestigiado por autoridades municipais, o presidente da FEMG – que também compete no Independência – e o presidente do Trail Clube de Minas Gerais, Gustavo Jacob. Não podemos deixar de citar a simpática presença de Felipe Zanol, figura querida e respeitada no mundo das competições off road.

412 motos de várias marcas e cilindradas ocupando lotando o parque fechado

412 motos de várias marcas e cilindradas lotando o parque fechado

O que deveria ser um evento frio e cheio de segredos de competição – afinal é uma competição – na realidade se transforma em uma grande confraternização de amigos, que dividem as tendas, comem do mesmo churrasco, tomam da mesma cerveja e “jogam muita conversa fora”. Pilotos famosos, como Jomar Grecco, Adrien Metge, Sandro Hoffmann e Noé de Oliveira se misturam à multidão de pilotos nem tão famosos, dão dicas e compartilham sua experiência com aqueles que estão começando agora.

Felipe Zanol, figura carismática e respeitada

Felipe Zanol, figura carismática e respeitada

O Independência exerce uma atração inexplicável sobre as centenas de pilotos que largam tudo para participar dessa festa espetacular de 4 dias. Alguns deles viajam mais de 2 mil quilômetros, ficando dois dias na estrada rebocando suas motos, para simplesmente participar, muitos deles sabendo que não terão a mínima chance de vencer ou conseguir algum resultado expressivo. Gente do Piauí, Maranhão, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Bahia e outros estados, não medem esforços para estar presentes, para não perder a oportunidade de praticar o esporte que amam e de fazer muitos novos amigos.

Um exemplo é a turma do Rio Negrinho Moto Clube, que se desloca em um caminhão baú cedido por um patrocinador. Nesse caminhão são acomodadas todas as 7 motos da equipe e uma parafernália de itens necessários à participação no Independência, que vão desde sobressalentes para manutenção das motos, colchonetes, fogão e alimentos. Um dos seus integrantes é Eduardo Dranka que neste ano completa a sua 10ª participação e corre na categoria Over 50 em 2014. Na equipe têm outros 6 pilotos de várias categorias, inclusive o filho de Eduardo, que herdou do pai a paixão pelo Enduro. Eduardo tem um histórico de sucesso no Enduro: foi 3º no Brasileiro, 2º no Sul Brasileiro e 2º na Copa Norte de SC, todos em 2013. Figura pitoresca da equipe é o Michel, que se entitula “assessor para assuntos aleatórios” pois atua em várias funções, desde motorista até cozinheiro.

Michel (dir) preparando o "rango" da equipe de Rio Negrinho (SC)

Michel (dir), assessor para assuntos aleatórios, preparando o "rango" da equipe

Depois da abertura oficial os pilotos fizeram um desfile pelas ruas da cidade, criando uma enorme procissão de barulhentas e reluzentes mototocicletas de várias marcas, dando um show que fez brilhar os olhos da população que compareceu em peso para ver aqueles loucos que se propõem a enfrentar quatro dias de cansaço e sofrimento.

O cobiçado troféu do Enduro da Independência

O cobiçado troféu do Enduro da Independência

Na manhã desta quinta-feira a competição começa para valer, em uma etapa classificada como “pedreira” pelos organizadores. Tal é a dificuldade que talvez se veja o início da definição dos favoritos ao título de 2014. Confira abaixo como será o primeiro dia:

Dia 1 – 04/09 – Quinta-feira
Percurso: Mariana (MG) – Mariana (MG) – em forma de laço
Distância a ser percorrida: 130 km
Local de largada: Arena Mariana
Local de chegada: Arena Mariana
Horários: Largada 1º piloto às 7h – Previsão chegada 1º piloto às 12h
Neutro: Antônio Pereira (com posto para abastecimento)
Primeira etapa: Trilhas pesadas com predominância de pedras e médias justas.
Segunda etapa: Trilhas com predominância de erosões. Exigirá muita habilidade e resistência.
Principal sufoco: Descida de Antônio Pereira (exige técnica)

O Motonline estará em Mariana acompanhando o desenrolar do Independência 2014 neste primeiro dia e trará no final do dia um resumo dos principais acontecimentos e os primeiros colocados.



Mário Sérgio Figueredo

Motociclista apaixonado por motos há 42 anos, começou a escrever sobre motos como hobby em um blog para tentar transmitir à nova geração a experiência acumulada durante esses tantos anos. Sua primeira moto foi a primeira fabricada no Brasil, a Yamaha RD 50.