Loris Capirossi e Troy Bayliss: expectativas para o GP

Uma separa‡Æo de trinta anos pode ser definitiva, mas quando est  em jogo uma paixÆo como a Ducati tudo pode voltar a ser como antes.

Pelo menos ‚ o que parece, quando acompanhamos o desempenho impressionante de Loris Capirossi e Troy Bayliss no retorno da equipe ao Mundial de Motovelocidade deste ano, ap¢s ter se afastado por trˆs d‚cadas da categoria. Os dois pilotos, que ocupam respectivamente a quarta e a quinta coloca‡äes da competi‡Æo, participaram de uma entrevista coletiva hoje, organizada pela Shell, na qual analisaram a performance da Shell-Ducati e revelaram suas expectativas em rela‡Æo … prova do Brasil, pr¢ximo dia 20, no circuito de Jacarepagu , no Rio de Janeiro.

Loris Capirossi, que disputa sua primeira temporada de Moto GP, afirmou que a Ducati Desmosedici ‚ uma moto muito competitiva e que ap¢s altera‡äes no chassi obteve um ganho de rendimento excepcional. “Acredito que com um cont¡nuo desenvolvimento da m quina os t¡tulos virÆo em breve”, analisa o piloto que destacou ainda a importƒncia de um parceiro forte como a Shell para a Ducati. O piloto se mostrou preocupado com as condi‡äes do tempo para o pr¢ximo s bado, dia da corrida, disse que espera uma briga muito grande e elogiou o piloto brasileiro, Alexandre Barros. Perguntado se a velocidade de 320 Km/h nas curvas era suficientemente r pida, Capirossi respondeu que o importante ‚ ser mais r pido que os outros. J  seu companheiro de equipe, Troy Bayliss, pela primeira vez no Brasil, disse que analisou o v¡deo da £ltima prova no circuito e nÆo o considerou muito dif¡cil.

As legend rias motos vermelhas da Ducati ocupam um lugar especial no cora‡Æo do seus fÆs. SÆo quase 50 anos de hist¢ria de brilho nas pistas acumulando elogios tanto pelo seu design e inova‡Æo quanto pelo seu sucesso. Piloto da Ducati desde 1999, Bayliss contou como ‚ dif¡cil correr por uma equipe que exerce tanto fasc¡nio nas mentes de motociclista do mundo todo e revelou estar muito satisfeito. “Tem sido uma experiˆncia ¢tima. A equipe toda ‚ muito bem preparada e eu nÆo tenho nenhuma vontade de mudar”. Sobre a experiˆncia na categoria Moto GP ambos pilotos concordaram que apesar de serem mais fortes e mais potentes as motos com motores de 4T sÆo mais est veis e, portanto, mais f ceis de guiar e destacaram o bom relacionamento entre eles.