Foto: Divulga‡Æo Zoolo

Mariana Balbi é o mais novo reforço da Pro Tork para 2008

Foto: Divulga‡Æo Zoolo

Foto: Divulga‡Æo Zoolo

Piloto mineira se junta a uma das equipes mais fortes do cen rio nacional e seu pai Jorge Balbi ‚ o novo chefe da equipe.

Os maiores expoentes do motocross mineiro estÆo de mudan‡a para o Paran . A piloto mineira Mariana Balbi, que terminou as duas £ltimas temporadas entre as cinco melhores pilotos do mundo, ‚ a mais nova contratada da equipe Pro Tork, e se mudar  para Cerqueira Campos, cidade sede da empresa.

Junto com ela, vÆo seus pais Jorge e Norma Balbi. O pai, Jorge Balbi, tamb‚m foi contratado e ser  o chefe da equipe Pro Tork, ficando respons vel pelo treinamento de todos os pilotos e pelo acerto das motos nos dias de competi‡Æo. “H  anos venho batalhando no motocross e este ‚ o primeiro ano que terei um patroc¡nio meu, forte, e que poderei me dedicar exclusivamente ao motocross. Gostaria de agradecer … Pro Tork por reconhecer meu talento e me dar esta oportunidade”, explicou a piloto mineira.

Mariana ir  disputar as primeiras provas do Campeonato Brasileiro de Motocross e, em seguida, embarca para os EUA onde ir  participar das primeiras provas do WMA, principal competi‡Æo feminina do mundo. Na segunda metade da temporada, a piloto ir  se dedicar ao torneio em que estiver mais bem classificada.

Mariana come‡ou a sua carreira cedo e, no Brasil, sempre competiu entre os homens. énica mulher a competir nas categorias adultas, superou uma s‚rie de preconceitos e dificuldades para se tornar uma das melhores de sua categoria, a MX3. Em 2006, ela embarcou para os EUA para participar de uma competi‡Æo somente com mulheres. Logo na prova de estr‚ia superou a campeÆ mundial Katherine Prumm.

O apoio de seu pai, Jorge Balbi, ser  fundamental no novo desafio que a garota ir  enfrentar. “Nos EUA, o que me fazia mais falta era a minha fam¡lia. Meu pai entende tudo sobre motos e sabe ajustar meu equipamento como ningu‚m. Al‚m disso, sou muito ligado neles e a presen‡a deles ‚ uma for‡a muito grande pra mim”, explicou.

Para Jorge Balbi, o pai, a mudan‡a tamb‚m ser  muito ben‚fica. Ele se mostra animado de chefiar uma das equipes mais fortes do motocross nacional. “Vou ser chefe de equipe de um time que tem pilotos capazes de serem campeäes em todas as categorias e esse ‚ meu objetivo. Quero ver a Pro Tork disputando t¡tulos em todas as categorias em 2008″, explicou.

Sa¡da de Minas
A £nica coisa que frustra muito a fam¡lia ‚ ter que abandonar Minas Gerais, seu estado natal. Os Balbi eram os £ltimos grandes nomes do esporte no estado, que perde cada vez mais espa‡o para o Paran , considerado hoje o maior no mundo do motocross.

“H  cinco anos atr s, t¡nhamos muitas pistas e uma cultura forte no esporte. Infelizmente, as empresas de Minas nÆo estÆo investindo o suficiente no esporte e todos os talentos ou estÆo migrando para outros estados ou desistindo da carreira”, comentou Jorge Balbi pai, que cancelou os cursos que havia programado ministrar, para se dedicar integralmente a equipe Pr¢-Tork.