Rivale800_destaque

MV Agusta Rivale 800

Começa a chegar nos próximos dias nas concessionárias MV Agusta mais uma das integrantes da “famiglia” 800 da marca italiana: a Rivale. O modelo, que procura redefinir o conceito de exclusividade em duas rodas, traz em sua concepção características de uma naked com detalhes inspirados nas motocicletas de competição supermotard.

1,42 kg/cv: relação peso-potência privilegiada

1,42 kg/cv: relação peso-potência privilegiada

Seus principais destaques são o motor de 798 cc, três cilindros em linha com virabrequim contra rotativo, a potência máxima de 125 cv a 12.000 rpm, a relação peso-potência de apenas 1,42 kg/cv, a tecnologia CIVM (Motor & Vehicle Integrated Control System), o controle de tração ajustável em oito níveis, o chassi com estrutura modular com seção tubular de treliça de aço e chapas de alumínio e a suspensão traseira com braço oscilante único e amortecedor ajustável.

Esta moto valoriza o design, com o cuidado em todos os componentes e para cada superfície. A Rivale 800 flutua na fronteira entre futuro e nostalgia e foi considerada a motocicleta mais bonita do Salão de Milão/EICMA em 2012. O chassi está sempre em destaque e a área central da moto foi reduzida a limites extremos para garantir uma pilotagem com muita liberdade de movimento ao piloto. A traseira é marcada pelos piscas posicionados no para-lama “flutuante” e na dianteira a tecnologia LED é utilizada para realçar o perfil da motocicleta e os piscas frontais tridimensionais estão integrados aos protetores das mãos.

Inspiração naked, mas com características de Supermotard

Inspiração naked, mas com características de Supermotard

O motor três cilindros em linha, desenhado e produzido inteiramente pela MV e que equipa os modelos da linha 800, já é um clássico no segmento. Muito compacto e leve, o bloco é fabricado por fundição a frio e tem forros integrais. Já os circuitos de refrigeração e lubrificação são integrados com o motor a fim de reduzir significativamente o tamanho. Com apenas 52 kg e com o virabrequim contra rotativo, equipamento de motos de competição e amplamente utilizado no MotoGP, o motor desta moto praticamente não faz qualquer efeito quando se muda de direção e isso resulta numa manobrabilidade excepcional.

A caixa de câmbio de seis velocidades independente e que pode ser extraída, está equipada com sistema EAS (Electronic Assisted Shifter) proporcionando trocas de marcha mais rápidas e precisas. Sua combinação com o motor oferece uma versatilidade e desempenho muito consistente e divertido para pilotos experientes.

Mobilidade total para o piloto, com muito controle eletrônico

Mobilidade total para o piloto, com muito controle eletrônico

O sistema MVICS (Motor & Vehicle Integrated Control System, ou Sistema de Controle Integrado de Motor & Veículo) é uma plataforma exclusiva e que faz uma gestão integrada do funcionamento da motocicleta. Todos os parâmetros de controle eletrônico da moto podem ser geridos e coordenados, melhorando assim o desempenho e otimizando a eficiência termodinâmica em todas as condições. O sistema de aceleração Full Ride by Wire e o painel de instrumentos trabalham como interface entre piloto e o sistema MVICS, enquanto os controles no guidão possibilitam que o condutor interfira prontamente em uma ampla gama de parâmetros para personalização e segurança da motocicleta. Resposta do motor e de torque, limitação de giros, sensibilidade de aceleração e de freio motor são alguns dos itens que podem ser personalizados através da plataforma MVICS, que também inclui 8 níveis avançados de controle de tração que foram cuidadosamente definidos para garantir os melhores resultados em termos de entrega de potência, mesmo quando as condições de pilotagem forem mais críticas.

A combinação de tubulação ALS e placas de liga de alumínio foi a solução escolhida para este chassi. A seção dianteira tem tubos de aço e placas de liga de alumínio completam a estrutura traseira do chassi. O braço oscilante é longo se comparado com a distância entre eixos extremamente compacta (apenas 1.410 mm) e torna o chassi da Rivale uma peça feita sob medida. A Rivale 800 conta, ainda, com freios ABS de série com duplo disco flutuante dianteiro de 320 mm de diâmetro e as pinças Brembo radial monobloco com quatro pistões (32 mm de diâmetro). O traseiro conta com disco de 220mm e duplo pistão Brembo de 34mm de diâmetro.

Rivale 800: design em todos os detalhes

Rivale 800: design em todos os detalhes

O painel de instrumentos foi projetado e produzido exclusivamente para a Rivale. Totalmente digital, oferece fácil leitura das informações, especialmente dos indicadores de giro e velocidade. A versatilidade do painel permite ao piloto escolher a informação a ser exibida, mas o mapa de resposta do motor e a marcha selecionada estão sempre visíveis, bem como o nível do controle de tração e a temperatura do motor. Os controles no guidão são facilmente acessíveis e a distância das alavancas de freio podem ser ajustadas. As pedaleiras tem uma proteção de borracha para reduzir as vibrações, assegurando uma boa aderência ao calçado do motociclista.

Com preço de lançamento de R$ 55.500,00, esta nova integrante da família 800 da marca italizana tem preço público sugerido de R$55.500,00 e estará disponível em outubro nas lojas da marca nas cores vermelha/prata e preto metálico.



Sidney Levy

Motociclista e jornalista, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. É editor de conteúdo do Motonline desde 2009.