NXR 150 Bros Mix: primeira motocicleta on-off road com tecnologia bicombustível(I)

Honda reforça seu pioneirismo ao colocar no mercado a primeira motocicleta de uso misto que roda com álcool, gasolina ou com a mistura de ambos

Versatilidade e economia são duas das principais características da NXR 150 Bros que a tornaram sucesso de vendas no Brasil. Agora estes dois atributos ganham ainda mais força com a apresentação de sua versão Mix. O modelo é o primeiro da categoria on-off road que funciona com álcool, gasolina ou com a mistura de ambos em qualquer proporção.

A novidade ratifica o pioneirismo da Honda, responsável pelo desenvolvimento e comercialização da primeira motocicleta do mundo com tecnologia bicombustível – a CG 150 Titan Mix, lançada em março deste ano e que serviu como base para a construção do novo sistema de alimentação da NXR 150 Bros Mix.

Além de atender às expectativas dos consumidores, proporcionando-lhes liberdade na escolha do combustível a ser utilizado e possibilidade de economia financeira, o modelo acompanha a estratégia mundial da Honda para a preservação do meio ambiente. Isto porque, quando comparado à gasolina, o álcool tem a vantagem de ser uma fonte de energia renovável e menos poluente.

Assim como a CG 150 Titan Mix e diferentemente dos automóveis “flex” disponíveis no mercado, a NXR 150 Bros Mix não utiliza subtanque para a partida a frio. Fatores como otimização do espaço e aumento da segurança levaram a Honda a optar por um sistema que permitisse o armazenamento da gasolina diretamente no tanque da motocicleta. Por isso, em casos de temperatura ambiente abaixo dos 15ºC, recomenda-se que ele contenha no mínimo 20% de gasolina para que se garanta a partida a frio.

Com que combustível eu vou?

No momento de abastecer a motocicleta, o usuário deve avaliar suas necessidades e prioridades e a variação de preço entre os combustíveis em sua região. Quando abastecida com álcool, a potência chega aos 14 cv a 8.000 rpm e o torque, a 1,53 kgf.m a 6.000 rpm. No caso da gasolina, esses valores ficam em 13,8 cv de potência e 1,39 kgf.m de torque.

Vale lembrar que, independentemente do combustível utilizado, a NXR 150 Bros Mix atende com folga aos limites de emissões de poluentes estabelecidos pela terceira fase do Promot (Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares), conforme tabela abaixo:

Limite de emissões
estabelecido pelo PROMOT 3 NXR 150 Bros Mix
Gasolina Diferença Álcool Diferença
CO (monóxido de carbono) 2,0 g/km 0,845 g/km – 57,8% 0,696 g/km – 65,2%
HC (hidrocarbonetos) 0,8 g/km 0,140 g/km – 82,5% 0,159 g/km – 47%
NOx (óxido de nitrogênio) 0,15 g/km 0,042 g/km – 72% 0,036 g/km – 76%

Entenda o sistema Mix

O sistema Mix é coordenado por um ECM (Electronic Control Module – Módulo de Controle Eletrônico) exclusivo, interligado a sensores que monitoram o desempenho do motor e transmitem informações sobre a mistura utilizada. De acordo com os dados fornecidos, o ECM ativa um dos quatro programas de funcionamento abaixo:

Programa 1: Tanque abastecido apenas com gasolina
Programa 2: Tanque contendo gasolina e álcool na mesma proporção
Programa 3: Tanque contendo maior quantidade de álcool
Programa 4: Tanque abastecido apenas com álcool

O sensor de oxigênio, localizado na saída do motor, faz a leitura dos gases queimados e passa a informação ao ECM. Com base no mapa de funcionamento escolhido, o ECM transmite as informações ao bico injetor, que fornecerá a quantidade adequada de combustível para a queima, levando-se em conta a mistura utilizada, e acertará o ponto de ignição – adiantando-o no caso do álcool e atrasando-o no caso da gasolina.

O que mudou – Para adequar a Bros Mix à utilização do álcool, algumas alterações técnicas foram necessárias.

O bocal interno do tanque agora possui tela antichamas, para evitar a propagação de fogo de fora para dentro. O sensor de oxigênio conta com um aquecedor, permitindo a perfeita leitura dos gases já na primeira partida. O bico injetor exclusivo permite maior vazão, enquanto o filtro de combustível secundário possui maior capacidade de retenção de impurezas e evita o entupimento do bico injetor.

O gerador e o motor de partida foram adequados para atender ao maior esforço provocado pela partida a frio. O tratamento interno do tanque, do potenciômetro do marcador de combustível e da bomba de combustível foi alterado para suportar o funcionamento com álcool.

O painel, além de ter fundo na cor verde para se diferenciar da versão a gasolina, traz as lâmpadas indicadoras “MIX” e “ALC”, que têm como função alertar e orientar o motociclista quanto à mistura de combustíveis utilizada e à partida a frio.

Quando as duas luzes estiverem apagadas, significa que a partida é possível em qualquer temperatura. Se a “MIX” estiver acesa, o usuário deve abastecer sua motocicleta com um mínimo de dois litros de gasolina. Caso a “ALC” esteja acesa, é preciso adicionar pelo menos três litros de gasolina. Se, ao ligar a chave de ignição, a lâmpada “ALC” piscar, significa que a temperatura ambiente é baixa e que o teor de álcool no tanque é alto – o que pode dificultar a partida.

Já em caso de pane seca, é necessário que o usuário abasteça a motocicleta com no mínimo 50% de gasolina para que o sistema volte a funcionar adequadamente o mais rápido possível.

Para tornar estes procedimentos mais fáceis para o usuário, há no tanque uma etiqueta explicativa e didática, que instrui quanto à quantidade de gasolina que deve ser adicionada ao tanque de acordo com cada situação.

Perfeita para o motociclista brasileiro – A NXR 150 Bros conquistou os consumidores com características como facilidade de pilotagem, conforto acima da média, design aventureiro, diferenciação perante os modelos street utilitários, fácil manutenção, resistência, segurança, alto valor de revenda e versatilidade – esta última ampliada devido à liberdade de escolha do combustível proporcionada pelo sistema Mix.

A reunião destes atributos fez com que o modelo se firmasse na liderança de vendas do segmento on-off road no mercado nacional de duas rodas. Básico, atua como porta de entrada para a categoria, destacando-se perante seus concorrentes por possuir motor de 150cc, chassi de berço semiduplo, assento em dois níveis e, agora, tecnologia bicombustível.

A NXR 150 Bros Mix atende à demanda por motocicletas que encarem com desenvoltura asfalto, terra e pisos irregulares. Opção prática de locomoção para a cidade e para a área rural, oferece prazer na pilotagem em qualquer situação, com segurança e conforto.

Para encaixar-se adequadamente às necessidades dos mais diferentes usuários, o modelo Mix está disponível em três versões: KS, com partida a pedal; ES, com partida elétrica; e ESD, com partida elétrica e freio dianteiro a disco. Já a NXR 150 Bros Standard (movida a gasolina) está disponível somente na versão KS.