Os elétricos da Chrysler

Os elétricos da Chrysler

Os elétricos da Chrysler

Apesar da posição econômico-financeira muito ruim em que se encontra a indústria automobilística americana, a terceira maior montadora dos Estados Unidos está pronta para lançar três carros elétricos ano-modelo 2010 – se tudo der certo, lógico. O preço sobe-e-desce dos combustíveis, o colapso do mercado de residências e de empresas de empréstimos de Wall Street, formam um lado da equação.

Do outro lado, há o otimismo dos grandes executivos das montadoras. O vice-chairman e presidente da Chrysler LLC, Tom LaSorda, não aceita a idéia de que a montadora possa não ter força financeira para jogar um veículo elétrico, muito menos três, no mercado dentro de um ano – e o vice-presidente executivo, Frank Klegon, responsável pelo desenvolvimento de produtos, diz que sabe exatamente que preço um veículo elétrico precisa ter para que o consumidor americano o compre, gerando economias de escala e assim tornando os veículos elétricos mais economicamente palatáveis – já que sua imagem de amigável ao meio-ambiente já está mais do que consolidada.

Dos três carros, dois são de -alcance estendido-, híbridos, dotados de motor de combustão interna que aciona um gerador que alimenta um motor elétrico em cada roda. O minivan Chrysler Town and Country e o Jeep Wrangler de entreeixos longo usam um conjunto de baterias de íons de lítio capaz de operá-los por 64 quilômetros totalmente sem emissões e sem consumo algum de combustível – distância maior do que o americano médio roda por dia. Se num determinado momento ele quiser ir mais longe, sair para uma viagem, por exemplo, um pequeno motor de combustão interna faz as honras da casa, dando outros 580 quilômetros de alcance com cada tanque cheio.

O terceiro carro é um Dodge -de desempenho-, que opera exclusivamente como veículo elétrico. É um carro esporte de dois lugares e de impulsão traseira que faz o zero a cem em cinco segundos, tem autonomia de 240 a 320 quilômetros e pode ser recarregado em oito horas a partir de uma rede de 110 volts, ou em quatro horas a partir de uma rede de 220 volts.

Paralelamente a esses novos produtos, a Chrysler está desenvolvendo um carro pequeno com a Nissan Motor Company.
José Luis Vieira


José Luiz Vieira, Diretor, engenheiro automotivo e jornalista. Foi editor do caderno de veículos do jornal O Estado de S. Paulo; dirigiu durante oito anos a revista Motor3, atuou como consultor de empresas como a Translor e Scania. É editor do site: www.techtalk.com.br e www.classiccars.com.br; diretor de redação da revista Carga & Transporte. –