Os números do AirAsia British Grand Prix

Os números do AirAsia British Grand Prix

Os números do AirAsia British Grand Prix

Alguns factos e estatísticas antes da quinta ronda do Campeonato do Mundo de MotoGP, no circuito de Silverstone.

150 – No AirAsia British Grand Prix o antigo Campeão do Mundo de 125cc Gabor Talmacsi fará o seu 150º Grande Prémio. Talmacsi estreou-se nos Grandes Prémios como wildcard no GP da República Checa em 2000, antes de se iniciar como piloto de Grandes Prémios no arranque da temporada de 2001.

Há 45 anos – No dia da primeira sessão de treinos em Silverstone fará exactamente 45 anos desde que Mike Hailwood venceu a corrida de 500cc em Isle of Man, em 1965, depois de uma grande queda na chuva e do regresso à pista.

31 – Kenny Noyes comemora o 31º aniversário no primeiro dia de treinos em Silverstone.

12 – Os primeiros 12 pilotos a cruzarem a linha da meta na corrida de Moto2 em Mugello já venceram Grandes Prémios.

Há 11 anos – No dia da corrida de Silverstone comemora-se o 11º aniversário da vitória de Alex Criville no Grande Prémio da Catalunha, em 1999, piloto que antes já tinha triunfado nas três corridas anterior, em Jerez, Paul Ricard e Mugello. Esta foi a primeira vez que um piloto europeu ganhou quatro corridas consecutivas de 500cc desde Giacomo Agostini, em 1972.

9 – Com a vitória no Grande Prémio italiano, Dani Pedrosa conseguiu garantir pelo menos um triunfo em Grandes Prémios em nove temporadas consecutivas. Apenas sete outros pilotos venceram corridas de Grande Prémio em nove ou mais épocas: Valentino Rossi, Max Biaggi, Angel Nieto, Giacomo Agostini, Luca Cadalora, Mick Doohan e Stefan Dorflinger.

9 – A vitória de Dani Pedrosa em Itália foi a nona na Classe Rainha. Este é também o número de vitória na Classe Rainha que obteve Sete Gibernau. O único piloto espanhol com mais vitórias na Classe Rainha é Alex Criville, que conseguiu 15.

0.161 seconds – O tempo que separou os quatro primeiros pilotos a cruzarem a meta na corrida de 125cc em Mugello. Esta foi a terceira vez em que os quatro primeiros pilotos terminaram a corrida com um tempo tão próximo. As duas corridas em que a diferença foi menor também aconteceram em Mugello, em 2007 e 2008.