Pessoa, Pontes, Panades e Scud largam na frente

Rio de Janeiro – Os treinos cronometrados para a quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Motovelocidade aconteceram na tarde deste s bado no Aut¢dromo de Jacarepagu , no Rio de Janeiro.

Na 250cc, William Pontes, o Pamonha, foi o mais veloz e largar  na pole. Na 500cc, Leandro Panades superou Murilo Colatreli e sair  na ponta. Na 125 4 Tempos Gilson Pessoa mais uma vez fez o melhor tempo. J  na Supersport, Gilson Scudeler conquistou a primeira posi‡Æo e ainda bateu o recorde da pista com uma moto de 600cc.

125cc – Pessoa vem mostrando a cada prova que ser  dif¡cil de super -lo neste ano. Na tomada de tempo para defini‡Æo do grid de largada, Gilsinho foi o mais r pido e largar  na pole-position pela quarta vez neste ano. L¡der do campeonato na categoria, ele s¢ nÆo largou na frente na 1¦ etapa deste ano, disputada no Aut¢dromo de Interlagos, em SÆo Paulo. O mineiro Philippe Thiriet, vice-l¡der do Brasileiro, ficou com a segunda coloca‡Æo no grid de largada com apenas 141 cent‚simos de diferen‡a do primeiro colocado. J  a terceira posi‡Æo ficou com Caio C‚sar Tavares.

250cc – Willian Ponter, que mora em Bras¡lia, saiu de casa …s 17 horas da sexta-feira, viajou a noite inteira e chegou …s 7 horas da manhÆ deste s bado no Aut¢dromo de Interlagos. Nem o cansa‡o impediu que o piloto fizesse a pole. “Viajei a noite inteira e trouxe a minha moto dentro de um Gol”, contou William Pontes.

500cc – A briga pela ponta entre os pilotos da 500cc foi muito dura. Os paulistas Murilo Colatreli e Leandro Panades se revezaram na lideran‡a durante os treinos cronometrados, mas Panades conseguiu superar o seu advers rio em 559 cent‚simos de segundo.

Supersport – Atual l¡der do campeonato na categoria Supersport, Gilson Scudeler deixou o seu nome marcado na hist¢ria do motociclismo brasileiro durante os treinos cronometrados em Jacarepagu . Scud fez o tempo de 2min00s572 e estabeleceu um novo recorde para a pista em motos de 600cc. O piloto alcan‡ou uma m‚dia de 148km/h. A segunda coloca‡Æo ficou com Luis Carlos Cerciari.