Em 2012 o título "bateu na trave". Em 2013, Ramon Sacilloti não quer cometer os mesmos erros

Ramon e Moara Sacilotti só pensam em vitória no RN 1500

Entre os dias 9 e 13 de abril terá início o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country 2013, que terá, ao todo, cinco etapas nesta temporada, passando por diversos lugares do país.
A prova inaugural será o tradicional RN 1500, prova com mais de 1.000 quilômetros de extensão,que cruza o Rio Grande do Norte por caminhos extremamente difíceis, pondo a resistência de pilotos e maquinas à prova. A largada será no dia 10 de abril e percurso total terá cerca de 523 quilômetros de especiais (trechos cronometrados).

 

Moara defende o título nacional da Over 45

Moara defende o título nacional da Over 45

Campeã do nacional na temporada passada, disputando a Over 45, Moara Sacilotti está animada e bem preparada para iniciar a competição com bons resultados.

“Minha moto está muito bem ajustada. No ano passado tivemos um entrosamento muito bom e a conquista do título comprovou isso. É a melhor moto que já pilotei. Além disso, estou com o preparo físico em dia para encarar este rally, que é bastante completo, com muita variação de terreno. Começa no litoral, mas acredito que as duas primeiras especiais terão muitas pedras, já que percorreremos o sertão de Seridó, uma região muito seca, mas muito bonita. Nas outras duas especiais enfrentaremos areia em estradinhas e praias. É minha 7ª participação no RN 1500, mas cada rally é uma novidade, e esse é o desafio que mais gosto”, revelou Moara que defende o título da Over 45 no nacional.

Ramon Sacilotti vai em busca do título perdido em 2012

Ramon Sacilotti vai em busca do título perdido em 2012

Ramon Sacilotti viu o título escapar por pouco em 2012, mas em 2013 vem forte e muito focado em levar a taça. O piloto pretende começar o campeonato na frente para brigar pelo título da Super Production.

” Minha moto está basicamente com as mesmas configurações do ano passado, já que consegui bom desempenho. A parte de motor mantivemos original pois a moto que uso é muito forte e confiável! Apenas fizemos ajustes no tanque auxiliar de combustível, mantendo o restante original. No RN 1500 do ano passado fui o mais rápido todos os dias, mas perdi um waypoint nas dunas e perdi o rally por causa desses 4 minutos de penalidade por ter perdido o waypoint. Agora vou com tudo, pois sei que posso ganhar”, declarou Ramon, vice-campeão Brasileiro de Rally Cross Country na Super Production.