Renegado:

Renegado:

A busca por justiça sobre duas rodas

“Ele era um policial, e muito bom em seu trabalho. Mas cometeu um pecado mortal, e testemunhou contra outros policias que se tornaram corruptos. Policias que tentaram mata-lo, mas acabaram matando a mulher que amava. Condenado por assassinato, agora ele caça em paragens hostis. Um fora-da-lei caçando foras-da-lei. Um caçador de recompensas. Um RENEGADO!”

Essa breve introdução resumia no que se tornara a vida do ex-policial Reno Raines (Lorenzo Lamas), acusado injustamente por um crime que não havia cometido. Usando um nome falso e trabalhando como caçador de recompensas ele travou um busca incessante por justiça na série de TV Renegado.

Quem é renegado? Durante cinco temporadas (1992-1997) e 110 episódios, o público acompanhou as aventuras de Reno enquanto se dividia entre caçar bandidos e limpar seu nome.

Após testemunhar contra os policias corruptos citados na descrição, Reno viu seu mundo cair quando sua noiva Valerie “Val” Prentice (Deprise Brescia) foi morta no meio de um tiroteio entre Reno e um bandido chamado Hogg Adams (Don Gibb, o barbudo amigo do Van Damme em O Grande Dragão Branco). Não demorou muito para que Reno fosse acusado e condenado pela morte de um dos corruptos, Buzzy Burrell. Tudo era parte de um plano orquestrado pelo cabeça do esquema, o delegado federal Donald “Dutch” Dixon (Stephen J. Cannell), que matou Burrell com a arma de Reno.

Reno, porém, consegue escapar. Desesperado para ter Raines de novo sob custódia (para, assim, poder matá-lo e “limpar a área”), Dixon contrata os serviços do caçador de recompensas Bobby Sixkiller (Branscombe Richmond). Sixkiller, a princípio, não acredita na inocência de Reno, mas muda de idéia quando ele salva sua vida. A partir daí, Raines e Sixkiller formam uma amizade e um acordo de negócios: Reno, usando o nome falso de Vince Black, se torna o “agente especial” da Sixkiller Enterprises, recebendo 85% do valor das recompensas pelos fugitivos que capturar. Em troca, Bobby e sua irmã Chayenne (Kathleen Kinmont) o ajudam na busca por Hound Adams (Geoffrey Blake), o único que pode limpar seu nome perante as autoridades.

Caçada em duas rodas Para se locomover em sua busca por bandidos e justiça, Reno usava uma Harley-Davidson Softail 1990. Equipada com motor V-Twin 1340 cc, o visual da moto se destacava por dois motivos: o tanque preto com chamas pintadas e um cobertor navajo preso logo acima do farol. Não se sabe a respeito do cobertor, mas as chamas foram idéia do próprio Lorenzo Lamas, assim como a preparação feita no motor. Alforjes de couro (manooo!) e um sissy bar fechavam o pacote estético da Harley do Renegado. Como é de se supor, a moto passou por bons e maus bocados. Não foi possível levantar o número exato de motos utilizadas durante as cinco temporadas mas, a julgar pela certa freqüência com que cenas como a registrada na foto acima aconteciam, é de se supor que foram muitas…

O estilo chamativo da moto rendeu toda sorte de atenções para o protagonista – até mesmo por parte da polícia. Num episódio em particular, Reno e uma fugitiva linguaruda e desbocada estão se preparando para partir quando uma viatura para ao lado e o policial pergunta de quem é a moto. Diante da resposta de um receoso Reno, o policial responde: “Não, nenhum problema. Eu tinha uma 88″. A fugitiva desfia um rosário de ofensas ao policial, dizendo que ele quer é por Reno na cadeia e tomar a moto para si. Depois de calar a “simpática mocinha”, ele se desculpa e passa a descrever os detalhes da moto. Visivelmente aborrecido, o policial se despede com um “tenham um bom dia”… No Brasil a série foi exibida pelo canal Sony no seu horário nobre. Depois de algum tempo saiu da grade regular e passou a ser “tapa-buraco” nas madrugadas do canal até desaparecer sem deixar vestígios. O último episódio que vi dava conta que Dixon finalmente fora apanhado por seus crimes e se tornara um fugitivo, sendo caçado – ironicamente – por Reno, agora um homem livre e com seu nome limpo.