Resposta da J. Toledo ao caso GSX-R1000

Resposta da J. Toledo ao caso GSX-R1000

Resposta da J. Toledo ao caso GSX-R1000

Em resposta ao problema apresentado na moto GSX-R 1000 – 0Km em 04/12/2008, segue resposta da assessoria de imprensa da J. Toledo:
“Bom dia André,
A J. Toledo da Amazônia Indústria e Comércio de Veículos Ltda, por sua assessoria de imprensa, vem apresentar esclarecimentos a reclamação do cliente, da forma a seguir exposta:
As motocicletas são veículos que trabalham com os motores atuando em alto giro – rpm, especialmente as da categoria superesportiva, sendo assim submetidas a alta vibração.
Especialmente durante o período de amaciamento, são considerados diversos reapertos de componentes, devido aos reflexos da vibração. Cada motocicleta se comporta de forma diferente devido às diversas condições de uso.
Considerando essa particularidade, a J.Toledo Suzuki prescreve na TABELA DE MANUTENÇÃO, da página no. 38 do MANUAL DO PROPRIETÁRIO do modelo GSX-R1000, o aperto das porcas e parafusos do chassi, os quais sejam requeridos como resultado da inspeção da manutenção planejada ou percepção do piloto.
Quanto ao fato comentado nos discos de freio dianteiros, estes são construídos com sistema de flutuação para absorver variações de dilatação, o que não significa que são soltos de seus respectivos miolos. Dependendo de cada situação as variações são diferentes. Os discos foram substituídos por uma mera liberalidade, pois se encontram em condições normais de uso.
Por fim, a Concessionária Autorizada J.Toledo Suzuki MEGAMIT, completou a revisão planejada de 9.000 km com êxito.
Sem mais para o momento, colocamo-nos à disposição para esclarecimentos que se fizerem necessários.
Atenciosamente,
Depto Marketing – Assessoria de Imprensa
Suzuki Motos do Brasil”

R: Sem comentários!