Muita adrenalina e velocidade em Nova Santa Rita (RS)

SuperBike Series: Maico Teixeira e Cachorrão estarão no ShowDown

Faltando quatro provas para o fim, o SuperBike Series entra na fase decisiva e vai nesta semana (26 a 28) para Nova Santa Rita (RS), palco da 11ª etapa da competição e quinta do Elf SuperBike. Os pilotos da Equipe Honda Mobil de Motovelocidade, José Luiz Teixeira, o Cachorrão (#51), e Maico Teixeira (#36), são nomes certos no Velopark e estão animados para prova no sul do país.

A corrida no circuito gaúcho marca o início do ShowDown, formato de disputa conhecido internacionalmente e que visa o equilíbrio do campeonato. Com pontuações alteradas conforme o regulamento, os oito primeiros colocados se classificaram para esta fase, que definirá o campeão.

Muita adrenalina e velocidade em Nova Santa Rita (RS)

Muita adrenalina e velocidade em Nova Santa Rita (RS)

Quinto colocado com 516 pontos, Cachorrão sabe que a regularidade será fundamental para quem almeja o título. “A hora de errar já passou. Não vou deixar de ser arrojado, mas é preciso ter certa cautela, pois uma queda atrapalhará meu plano de ser campeão. Com experiência, espero me dar bem”, afirma o paulista. Sem correr no Velopark há três anos, Cachorrão se apoia nos treinos e em conversas com Maico, companheiro de equipe considerado um especialista no traçado.

Mesmo com o recesso de quase dois meses da competição, Maico Teixeira, de Alvorada (RS), está confiante. O gaúcho terá mais uma vez a oportunidade de correr sob os olhares da família e amigos. “É sempre bom correr perto de casa. Moro a quase 30 quilômetros do Velopark. Com apoio e carinho dos amigos, tentarei de tudo para dar uma alegria ao pessoal no domingo”, coloca o piloto, líder do Elf SuperBike com 85 pontos e sexto colocado do SuperBike Series com 515 pontos.

Apesar de “estar em casa”, Maico compete pela primeira vez com a Honda CBR 1000RR Fireblade no autódromo. Tranquilo, o piloto projeta uma boa adaptação com o equipamento. “Corri outros campeonatos aqui, mas nunca de 1000. Os treinos serão fundamentais para avaliar a moto e traçar uma estratégia”, completa.

A Equipe Honda Mobil de Motovelocidade tem apoio da Mobil, Pirelli, Dainese e AGV.