Venda de associadas à Abeiva tem baixa de 28,9% em janeiro

A queda foi em relação a dezembro de 2010. Mas ante janeiro do ano passado, o crescimento é de 93,2%.

Os dados de emplacamentos das empresas filiadas à Abeiva – Associação Brasileira das Empresas Importadoras de Veículos Automotores, no primeiro mês do ano, mostraram queda de 28,9% em relação ao desempenho de dezembro de 2010. Foram emplacadas 9.572 unidades contra 13.459 veículos de dezembro último. Apesar da baixa, a participação dos importados no mercado total subiu de 3,73% para 4,16%, na medida em que o volume total decresceu 36,3%.

Na comparação com igual período de 2010, porém, janeiro último mostrou aumento de 93,2%. Foram 9.572 unidades emplacadas contra 4.954 veículos de janeiro do ano passado. E o market share das marcas sem fábricas no Brasil era de 2,46%.

“O resultado obtido por importadores oficiais, em janeiro, foi rigorosamente igual ao histórico do setor automobilístico brasileiro da última década para o primeiro mês do ano. Ou seja, queda da ordem de 28%”, analisa José Luiz Gandini, presidente da Abeiva, para quem o mercado reagiu muito bem frente ao pacote de restrição ao crédito lançado pelo Governo no início do ano. “Ainda assim se tivéssemos tido mais produtos em janeiro, poderíamos ter obtido resultado próximo ao desempenho de dezembro de 2010”, argumenta.

Segundo Gandini, a estimativa de vendas da Abeiva para 2011, de 165 mil unidades, pressupõe emplacamento mensal da ordem de 13,7 mil unidades. “Certamente, em janeiro e em fevereiro, não conseguiremos atingir esse total. Mas a partir de março pretendemos recuperar a venda média mensal projetada”, conclui o presidente da entidade.