128980_177913_061_02_donicastilho_2472lr[1]

4º Rally Cuesta Off-Road impõe prova de fogo aos competidores

Rali testará a qualidade e capacidade de pilotos e navegadores, em 244 quilômetros de especiais. O evento somará pontos para os Campeonatos Brasileiro e Paulista das modalidades motos, quadriciclos, carros e caminhões

O 4º Rally Cuesta Off-Road, que acontece nos dias 01 a 03 de julho, na cidade de Botucatu, SP, será a última oportunidade dos competidores de motos, quadriciclos, carros e caminhões testarem seus equipamentos antes do início da maior aventura cross country do Brasil, o Rally dos Sertões.

Desta maneira, a Arena Promoções e Eventos está organizando uma competição de alto nível técnico e aplicará aos participantes, dificuldades que lhes permitam analisar a performance de todo o conjunto. “Tenho duas prioridades no Rally Cuesta Off-Road: é o compromisso com a vitória, pois participo do Campeonato Brasileiro de Rally Baja e ocupo a terceira posição na categoria Super Production. E treinar para o Rally dos Sertões”, afirmou o motociclista Juner Rockenbach. “Quero fazer um treinamento para adquirir mais velocidade e analisar minha condição técnica e física”, completou o piloto da equipe Off-Rush.

Para Jorge Sawaya e Joá Bicudo, da equipe S2 Rally, o Rally Cuesta Off-Road é fundamental para ajustes finais e adaptação ao veículo, nesta fase “pré-Sertões”. A dupla está a bordo de uma Mitsubishi L200 Protom (movida a etanol) desde o início da temporada 2011. “No ano passado, competíamos com um carro a diesel, mais pesado em comparação à Protom, que traz uma proposta diferenciada, a começar pela utilização de um combustível renovável. Nossos resultados foram excelentes nas competições disputadas, e confiamos no potencial do veículo durante o Rally dos Sertões”, declarou o piloto Sawaya, destacando a confiança e competitividade da L200 Protom.

O 4º Rally Cuesta Off-Road terá duas especiais de 122 quilômetros, sendo uma no sábado e outra no domingo, o que totalizará 244 quilômetros percorridos. Segundo o diretor de prova, Henrique Arena, o roteiro passará pela Serra da Cuesta e propriedades de reflorestamento de eucalipto. “O terreno apresentará grande variedade de obstáculos, com pedras, lombadas, poças, areia, terra vermelha, grama, além de subidas e descidas. Aproveitaremos o feriado prolongado, para realizar mais algumas checagens no percurso”, contou Arena.