Foto: Bitenca

Aprendendo com a Agrale, Educação nunca é demais Cross na rua, moto torta

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Mensagem:Boa tarde, Gostaria de saber se uma Agrale indiferente do modelo, é uma boa opção
para quem quer começar a vida de mecanico e de trilhas?É facil achar peças?A moto estraga muito?Pois estou querendo adquirir uma moto para trilha em estado +- para que eu possa mexer nela sem pressa e tals..Obrigado! Juliano Pietrobelli 21 Pinhais,Paraná
R:Juliano, A Agrale deixou de ser fabricada há um bom tempo e as peças já são difíceis de encontrar. Fora isso é uma boa moto para o que você pretende. Estraga bastante e vai mais ou menos bem nas trilhas. Vai depender de sua habilidade mecânica mantê-la em funcionamento mas faz uma boa trilha. O dia em que conhecí o Tite ele queria aprender a fazer trilha conosco em Alphaville numa 27,5. Andou bem.

Mensagem: Uma moto pode poluir bem menos que um automóvel. Geralmente quando se afirma que uma moto polui mais que um carro está se referindo as emissões de gases como CO, hidrocarbonetos (resultado da queima incompleta da gasolina), óxidos de nitrogênio ou de enxofre (o nitrogênio vem do ar e o enxofre é uma impureza do combustível). Outro gás é o CO2, que é um dos que contribuem para o efeito estufa. Se a gasolina queimasse de modo ideal o que sairia pelo escapamento seria CO2 e água. E como não se cria ou perde matéria, o que entra tem que sair, de modo que se o consumo do veículo é baixo a emissão de CO2 é baixa. Então uma moto que faz 36km/l emite menos CO2 do que um carro que faz 12km/l (três vezes menos). Acontece que, como a queima não é perfeita parte do CO2 não se forma e no seu lugar aparecem o CO e o HC (o hidrocarboneto, a gasolina que não queimou). Para evitar que esses gases nocivos à saúde (o CO é venenoso enquanto o CO2 é asfixiante) sejam emitidos existe o catalisador. Ele facilita a combustão total (o CO é transformado em CO2 e o HC em CO2 e H2O). Por isso se diz que as motos poluem mais, porque elas (na grande maioria) não têm catalisadores. Entretanto um scooter de baixa cilindrada com catalisador deverá poluir bem menos que a maioria dos automóveis.Alexandre M Pope 57 Rio de Janeiro, RJ
R: Alex, concordo com você, o volume do motor da moto sempre é menor que o de um carro. Isso faz com que emita menos poluente, desde que ofereça os mesmos equipamentos de controle. É isso que o PROMOT3 determina para 2009.
abraços,
Mensagem: Exato. Só pretendi esclarecer mais a duvida do Luiz Carlos. Tenho detectado em alguns meios de comunicação essa tendencia a culpar as motos de tudo. É preciso, agora, educar os motoboys a serem mais respeitadores do transito. Até eu, as vezes, quase perco a paciencia. Eles precisam se convencer de que pressa e moto não combinam.Parabéns pelo site. Um abraço, Alexandre

Foto: Bitenca

Foto: Bitenca

Mensagem:Gosto muito de motos off-road pelo seu baixo peso e agilidade. Há pouco tempo tenho pensado em adaptar uma para uso “civil” urbano. Quero algo diferenciado, que não seja eportivo nem custom.O CTB determina que devo obter um novo Certificado de Registro de Veículo, devido às alteração das características originais ou mudança de categoria. É possível, nesse caso, legalizar a moto e obter RENAVAM? E se realmente puder fazer a adaptação, o peso da moto almentaria muito? Abraço. Rubens Fonseca 28, São Paulo, SP

R: Rubens, Você deve ter lido as cartas do Lucas a respeito da legalização da DRZ 400 E
para uso na rua. É preciso passar por um processo de regularização que inclui a verificação das condições técnicas da moto na condução urbana pelo INMETRO. Medição de ruído, emissões e funcionamento de todo equipamento de segurança e depois a emissão do Renavam. O peso da moto aumentaria um pouco sim, as suspensões devem ser ajustadas para uso urbano e deve-se tambem
aumentar a relação final para uma velocidade mais compatível nas estradas. Esse meio termo já existe em produção pelas fábricas na forma das motos on-off trail. Leia as outras cartas dos motonliners a esse respeito e forme a sua opinião.abraços,.

Mensagem:Olá pessoal que faz o motonline td bem ? Bom, estou com uma dúvida. Quero saber quando é que se faz necessário o alinhamento da moto. Se é de tempos em tempos, ou quando a moto apresentar algum comportamento específico ? E outra dúvida minha é em relação ao facho do farol da minha moto. Ele parece estar “torto” pro lado direito. Isso é fácil de resolver ? Minha moto é uma CG 150. Grato pela ajuda, e parabéns pelo site. Abraços (22) Evandro
Bofete, São Paulo
R: Evandro, Sempre que observar que sua moto não vai em linha reta quando soltar as mãos do guidon deve verificar o alinhamento do chassi. Além disso, pequenas variações podem ocorrer na regulagem inadequada da corrente. É preciso manter as marcas de ajuste da corrente sempre iguais dos dois lados para manter o alinhamento correto. Às vezes essas marcações podem estar incorretas, ou pode haver mesmo um empenamento do chassis. Para medir isso pegue uma régua de pedreiro, daqueles laminados de alumínio de 2m de comprimento e apoie uma ponta na lateral do pneu traseiro. A continuidade da regua deve atingir a roda dianteira com a mesma distância entre a borda do pneu e a régua quando a direção estiver reta. Pode-se também fazer essa medida com um barbante amarrado na borda traseira do pneu de trás, puxando até a frente de forma a medir a distância das bordas dos pneus e o fio. Se verificar alguma diferença significativa (mais de 5mm) nessas medidas procure uma boa oficina de alinhamento de chassis para a correção. Quanto ao
farol pode ser que o bloco óptico rodou no aro do farol, ou existe algum empenamento no seu suporte e/ou direção (garfo). Isso deve ser verificado em uma boa oficina de sua confiança também.
abraços e boa sorte,