BMW  G 450 X, feita para competir

BMW G 450 X, feita para competir

BMW  G 450 X, feita para competir

De carona no Salão do Automóvel de São Paulo, a BMW lança a G 450 X, uma autêntica moto off-road destinada às provas de enduro

A 25ª edição do Salão Internacional do Automóvel de São Paulo 2008, que será realizada até 9 de novembro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi (SP), contará com mais de 40 marcas de veículos, 170 expositores e um público estimado em 600 mil visitantes. Aproveitando o maior evento da indústria automobilística da América Latina, a BMW apresentou a G 450 X, uma motocicleta especialmente desenvolvida para as provas de enduro. Apesar de ser uma moto de competição, o modelo poderá ser emplacado, terá dois anos de garantia e custará R$ 34.500,00.
Entre os novos BMW Série 7, M3 Cabrio e X5 Security, G 450 X parece uma “estranha no ninho”, já que o evento é destinado ao mundo das quatro rodas. Porém a montadora delimitou um espaço só para as motos da marca, entre elas, a recém-lançada F 800 GS, a R 1200 GS e R 1200 GS Adventure, além da R 1200 RT e da K 1200 S.

O visual da BMW G 450 X não deixa dúvidas de que se trata de um veículo com o DNA da BMW Motorrad. Basta olhar para o típico pára-lama, em forma de bico da família GS. Já o conceito de cor da G 450 X é baseado na G 650 Xchallenge, outra off-road da marca. Predominantemente branca, a moto conta com detalhes em azul e cinza.

BMW  G 450 X, feita para competirMOTOR
Modelo da nova geração de motos BMW, a G 450 X está equipada com um motor monociclíndrico, DOHC (duplo comando no caneçote), quatro tempos de 449 cm3, que gera 51,7 cv de potência máxima. Projetado pela BMW, mas fabricado pela sul-coreana Kymco, o compacto propulsor traz elementos utilizados pelas motos de maior cilindrada da marca, como a esportiva K 1200 S.
Em função da injeção eletrônica de combustível e da adoção de e um catalisador de três fases controlado por computador, o motor está de acordo com o Promot 3, nova regra de emissão de poluentes que entra em vigor em janeiro.
Para reduzir as vibrações típicas de um motor de um cilindro foi adotado um eixo balanceador. A caixa de câmbio de cinco velocidades foi escalonada para engates suaves e precisos. Já o virabrequim e a biela são equipados com mancais de rolamento e o pistão de dois anéis é forjado.
O cilindro é inclinado para frente em cerca de 30 graus, permitindo que o centro de gravidade seja deslocado para frente, em direção da roda dianteira, ajudando assim a suspensão na árdua tarefa de absorver os impactos. Outra vantagem de inclinar o cilindro é a criação de um espaço para o duto de admissão de ar, oferecendo um ótimo desempenho no que se refere à refrigeração do motor.

CONCENTRAÇÃO DE MASSA
Para obter um excelente desempenho nas provas de enduro, a BMW G 450 X foi construída para melhorar a concentração de massa. Com um chassi extremamente compacto, a nova off-road da marca alemã ofecere uma melhor tração, baixo peso e motor dinâmico.
O elemento central desse conceito é que o pinhão está no mesmo eixo da balança. Segundo a BMW, esta novidade estrutural garante que não haverá mudança no comprimento da corrente durante a compressão e o retonro do amortecedor traseiro.
Uma balança visivelmente maior (para a mesma distância entre-eixos de outras motos) oferece o máximo de tração e uma melhor estabilidade, vantagens indispensáveis para a prática do enduro, que exige muito da máquina e também do piloto.
Para completar, a G 450 X usa garfo dianteiro Marzocchi e suspensão traseira Öhlins. Para ajudar no trabalho de absorção de impactos, a off-road da BMW está calçadas com pneus Metzeler (90/90-21 D e 140/80-18 T). A moto pode chegar a 145 Km/h. Para párar, a nova BMW conta com freios a disco em ambas as rodas da grife Brembo.
Para divulgar os atributos do novo modelo, que foi praticamente desenvolvida durante provas do Campeonato Alemão de Cross Country e também no Mundial de Enduro, a BMW Brasil deve utilizá-la em compeonatos amadores e provas regionais.