BMW-F-800-GS-2012-widescreen-12

Componentes que melhoram o desempenho

O motonliner Roberto Wolff, do Rio de Janeiro (RJ), tem dúvidas sobre a troca de componentes para melhorar o desempenho de sua BMW F 800 GS. Acompanhe!

“Tenho uma F 800 GS e troquei o filtro de ar por um K&N, senti uma melhora no desempenho da moto tanto na questão de torque quanto no consumo de combustível. Agora pretendo trocar as velas por velas de iridium. A pergunta é: Será que vale a pena?”

Roberto, marcas consagradas de equipamentos “aftermarket” existem para isso mesmo. São pequenas melhorias que conseguimos – muitas vezes pagamos caro em relação ao ganho – mas isso na verdade parece que não importa. O fundamental é o quanto esse equipamento satisfaz o nosso ego. Nós motociclistas vivemos uma relação de amor com nossas máquinas e mesmo que na ponta do lápis não compense, a pequena mudança que percebemos já justifica o carinho que dispensamos ao “ser” que nos oferece tanto prazer.BMW-F-800-GS-2012-widescreen-12

Os equipamentos mais comuns para melhorar o desempenho de sua moto são o filtro de ar, que você já trocou, as velas de iridium, que também proporcionam um pequeno ganho na qualidade da combustão, e o mais requisitado de todos os equipamentos para personalizar e melhorar o desempenho da moto que é o escapamento. Nesse caso o Akrapovik é o mais indicado por ser homologado pelo fabricante.

Há apenas que se ter o cuidado de não avançar demais em um aspecto somente e desequilibrar o sistema. As motos de hoje contam com muita tecnologia e a mudança de um componente vai quase sempre afetar todo o sistema e eventualmente causar um desequilíbrio. O fabricante costuma recomendar os acessórios que mantém o sistema equilibrado. Os filtros K&N, por exemplo, são desenvolvidos para funcionar com o escapamento original ou esportivo. Por isso, tenha certeza que o seu continua compatível com o tipo de exaustão que está instalado na sua moto pois ao mudar um o outro deve ser reavaliado.Separador_pecas



Pioneiro no Motocross e no off-road com motos no Brasil, fundou em 1985 o TCP (Trail Clube Paulista). Desbravou trilhas em torno da capital paulista enquanto testava motos para revistas especializadas.