Foto: Designer de motos Fabiano Depercia, o Caju, com o chef Alex Atala e sua moto customizada

Customização de motos cresce e vira atração

Foto: Designer de motos Fabiano Depercia, o Caju, com o chef Alex Atala e sua moto customizada

Foto: Designer de motos Fabiano Depercia, o Caju, com o chef Alex Atala e sua moto customizada

Depois de conquistar TV no exterior, motos personalizadas ganham público no Brasil; festival em São Paulo reúne os melhores do mercado

O sucesso do programa American Chopper, reality show em que uma família produz motos personalizadas nos Estados Unidos, revelou um mercado que não pára de crescer, movimenta fortunas e chama atenção até de quem nem sabe andar de moto: a customização, um conjunto de mudanças técnicas e visuais que cria modelos cada vez mais ousados, chamativos e diferenciados.

A customização entrou na moda e o mercado atrai ricos e famosos como o ator George Clooney, o cantor Billie Joe (Green Day) nos Estados Unidos e o chef Alex Atala, a apresentadora Adriane Galisteu e o paisagista Gilberto Elkis. Por trás da personalização ficam alguns detalhes em comuns: motos potentes, pilotadas por apaixonados e dispostos a investir. A customizada pode custar de R$ 30 mil a R$ 150 mil no país. Uma moto da OCC, a equipe do programa American Chopper, custa em torno de R$ 200 mil.

“Os crescentes números de produção e vendas de motos são um dos principais fatores para o aumento da procura pela customização”, diz o designer Fabiano Depercia, o Caju, um dos mais conhecidos no Brasil. Dados da Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Bicicletas e Similares), indicam que só neste ano o país deve produzir 2 milhões de motos. Em torno delas explode mercado de peças, serviços e acessórios. E, é claro, o de customização.

Nos últimos três anos, houve um aumento de 30% na procura pelas motos customizadas. “As pessoas querem algo exclusivo, como uma pintura diferenciada, um escapamento estilizado, entre outros detalhes”, comenta Caju, que já está no mercado há mais de dez anos. São detalhes como tanques, peças, quadros e até rodas com referências a pessoas, máquinas, instituições ou momentos históricos. O filme I, Robot, corpo de Bombeiros de Nova York, a NBA, estátua da liberdade e até os prédios de Brasília foram inspiração para motos do programa American Chopper.

O designer Caju conta que existem três tipos de customização: simples (mudanças em detalhes como trocar cor e retrovisores), mediana (substituição de rodas e pneus) e pesada (apenas o motor da moto original é mantido, o resto é personalizado, incluindo rodas, guidão, quadro e até manoplas e pedais). “Quando comecei o trabalho de customização, 20% dos compradores de motocicletas pensavam em ter uma moto personalizada. Hoje, 70% deste público têm vontade de ter uma chopper”, conta. “E não é uma customização qualquer. É cada vez maior a procura pela customização mediana e pesada”, completa.

Mas é preciso cuidado. A customização exige especialização de quem mexe na moto, já que pode comprometer a estrutura e o conjunto de equipamentos de segurança. O designer britânico Russel Mitchell, que entre outros produz motos para astros de Hollywood, chegou a manter programa com desafio para amadores montarem motos com as peças já prontas. Criador de um perfil próprio, com motos geralmente em preto e aço escovado, Russel virou influência para novos designers.

“É cada vez maior o crescimento da procura pela customização de motos em todo mundo. Com a divulgação através da mídia, eventos e competições de motos agora é possível aos customizadores de qualquer país ser internacionalmente reconhecidos”, diz Russell Mitch ell. Ele, toda a família do American Chopper, Caju e outros profissionais brasileiros do setor vão estar reunidos no São Paulo Moto Festival. O evento que reúne o melhor de moto e de música vai ser realizado nos dias 5, 6 e 7 de setembro no autódromo de Interlagos.

Serviço: São Paulo Moto Festival
Data: 5 e 6 de setembro das 11h às 2h
7 de setembro, das 10h às 20h
Local: Autódromo de Interlagos, São Paulo