Foto: Harada participou do Enduro da Montanha, com início no Shopping Iguatemi...

E o ano começou

Foto: Harada participou do Enduro da Montanha, com início no Shopping Iguatemi...

Foto: Harada participou do Enduro da Montanha, com início no Shopping Iguatemi...

Em março, o trabalho ganha importância, afinal fevereiro foi um mês curto mais curto ainda com carnaval. Na atual conjuntura, as indústrias aproveitaram para acertar o seu estoque com a demanda – além da redução natural da produção. E para registro fevereiro Motonline recebeu um total de 317.439 visitantes, ou seja de motonliners!

Na contra mão do pessimismo a Honda da Amazônia reuniu em Manaus cerca de 90 jornalistas do segmento de duas rodas, de quatro rodas, de economia e a imprensa especializada em ecologia! Não é para menos, afinal a notícia do lançamento da moto flex foi acionada mundialmente pela matriz (Japão) com seu exclusivo sistema flex. Um projeto que demandou três anos para finalmente iniciar a produção e venda a partir de abril no Brasil. A decisão de lançar moto flex iniciou em 2005/6.
Em visita a Honda da Amazônia a produção estava a pleno vapor não indicando sintomas de redução de suas operações demonstrando um ritmo sincronizado com o mercado. A moto flex chamada de Honda CG 150 Titan Mix, e já dentro do Promot 3, está pronta para exportação no vácuo do combustível brasileiro, no foco mundial de opção para o combustível fóssil.

BMW também em março, lançou a série K com 1300cc, indicando que o Brasil continua sendo um mercado respeitável e importante para a importadora. Motonline esteve presente ao -test ride(primeiras impressões)- com Bitenca e João Tadeu.

O Motonline apresentou na coluna do Bitenca, uma moto elétrica Zero X. Aqui afirmamos que o colunista entrou em contato com o fabricante para a publicação não ficando no mais fácil da internet, -copiar/colar-. Segundo o projetista Neal Saiki, falta definir o investidor que acredite no projeto e em seu potencial. E este investidor pode ser algum fabricante tradicional – quem aposta?

Mês de março também foi um mês de perda. O meu último registro de contato com ela foi por e-mail porque estava em casa recuperando-se de um resfriado… Perdemos a Suely Rumi, uma pessoa presente no segmento. Como foi dito e escrito não haverá substituta e era uma das poucas presenças feminina no meio!