Foto: Ruben Faria disputa o Rally Internacional dos Sertões entre as motos

Estrangeiros saem na frente no Super Prime do Rally Internacional dos Sertões

Foto: Ruben Faria disputa o Rally Internacional dos Sertões entre as motos

Foto: Ruben Faria disputa o Rally Internacional dos Sertões entre as motos

Ruben Faria (motos), de Portugal, e o sul-africano Giniel de Villiers com o navegador alemão Dirk von Zitzewitz (carros) foram os mais rápidos e têm prioridade no grid de largada da primeira etapa especial

Goiânia (GO) – Os competidores estrangeiros saíram na frente na disputa pelo título da 16a edição do Rally Internacional dos Sertões e venceram o Super Prime, realizado na noite desta terça-feira em Goiânia (GO). O português Ruben Faria (moto Honda) e o sul-africano Giniel de Villiers, ao lado do navegador alemão Dirk von Zitzewitz (carros), da equipe oficial de fábrica Volkswagen, foram os mais rápidos e largarão na frente na etapa desta quarta entre a capital de Goiás e Rio Verde, de acordo com os resultados extra-oficiais. Serão 272 quilômetros no total – 184 deles cronometrados. Os pilotos sairão da capital goiana com destino a Rio Verde (GO).

Entre os quadriciclos, Robert Nahas (2min40seg), de Honda, venceu o prólogo, sendo que os caminhões ainda estão na pista para a tomada de tempos – ambas categorias possuem exclusivamente brasileiros. O Super Prime foi acompanhado de perto por um público estimado em 15 mil pessoas e teve um novo formato: além de ter sido realizado à noite, foram montadas duas pistas distintas e interligadas, provocando duelo de tirar o fôlego entre os competidores, que alinharam de dois em dois. O público vibrava com as disputas na pista.

A bordo de um VW Race Touareg, a dupla Giniel de Villiers e Dirk von Zitzewitz cumpriu o trajeto de dois quilômetros em 2min32 – quatro segundos a menos que os brasileiros Maurício Neves e Clécio Maestrelli, os atuais campeões do Sertões, que ficaram em segundo lugar. Isso porque o sul-africano entrou em cena com o objetivo de não correr riscos. — Não podemos ir muito forte no Super Prime, pois ainda há muito pela frente. A tomada de tempos acaba se tornando um espetáculo para o público–, comentou Giniel de Villiers.

O Super Prime foi marcado ainda pela estréia de Jean Azevedo na categoria carros (Mitsubishi), ao lado do navegador Youssef Haddad. O experiente ex-piloto de motocicletas emplacou o quarto melhor tempo (2min41seg), atrás de Fellipe Bibas e Emerson Cavassin (2min38seg), também de Mitsubishi. — A pista estava escorregadia e andamos o que foi possível. Amanhã o rali começa de fato– , lembrou Azevedo.

Entre as motos, um duelo que marcou o Sertões 2007 abriu as disputas. O brasileiro José Hélio, que defende o título da categoria, reencontrou o francês Cyril Despres na pista do prólogo, mas desta vez o piloto oficial da austríaca KTM levou a melhor. José Hélio caiu logo na primeira curva e perdeu tempo, ficando em 15o lugar com 2min38. Despres fez 2min28, quatro segundo atrás do português Ruben Faria. Entre eles, ficaram Francisco Lopes (2min27), do Chile, e o brasileiro Sthênio Pessanha, ambos com 2min27.

Primeira etapa – Entre Goiânia e Rio Verde, a primeira etapa especial possui zonas de radar e navegação dinâmica, já que o percurso inclui estradas secundárias. O trajet o flui bem e inclui pequenos trechos de trial. A região é agrícola, com plantações de grãos e cana de açúcar. –Amanhã vai ser o dia para testar veículos e equipamentos. Os primeiros 20 quilômetros da especial serão muito travados–, avisou Marcos Moraes, presidente da Dunas Race, empresa que organiza e promove o Sertões.

O deslocamento inicial da primeira etapa é de 45km. No final do trecho cronometrado, os competidores irão encarar outro Super Prime, só que na cidade de Santa Helena, onde foi montado um circuito fechado com 1,5km. Em seguida, seguem em deslocamento de 45km para Rio Verde.

O Rally Internacional dos Sertões – estréia – nesta temporada como etapa do Campeonato Mundial para carros e caminhões – algo que já ocorre entre motos e quadriciclos desde 2005. Evento bateu recorde de estrangeiros com 36 competidores vindos de 13 países. A chegada da prova está marcada para o dia 27 de junho, em Natal (RN), após 4.734 quilômetros de disputas.

Confira abaixo a programação completa do Rally dos Sertões:
18/06 – 1ª etapa – Goiânia (GO)- Santa Helena/Rio Verde (GO)
19/06 – 2ª etapa – Rio Verde (GO) – Aruanã (GO)
20/06 – 3ª etapa – Aruanã (GO) – Niquelândia (GO)
21/06 – 4ª etapa – Niquelândia (GO) – Paranã (TO) – Etapa Maratona
22/06 – 5ª etapa – Paranã (TO) – Palmas (TO)
23/06 – 6ª etapa – Palmas (TO) – Balsas (MA)
24/06 – 7ª etapa – Balsas (MA) – Floriano (PI) – Etapa Maratona
25/06 – 8ª etapa – Floriano (PI) – Crateús (CE)
26/06 – 9ª etapa – Crateús (CE) – Mossoró (RN)
27/06 – 10ª etapa – Mossoró (RN) – Natal (RN)
28/06 – Festa de premiação