Os cinco melhores colocados. Ao centro, Brando, que com mãos de fada recebeu o título

Factor 150 fez 79 km com um litro de gasolina

Dez, 20, 30, 40? Quantos quilômetros a sua moto faz com um litro de gasolina? Testar a economia da Factor 150 e bater novos recordes de consumo eram os objetivos da Yamaha ao promover o primeiro Rally da Economia. O evento ocorreu em Florianópolis (SC), nas proximidades da concessionária Geração, no último final de semana, em um circuito de um quilômetro montado especialmente para a prova com a Factor. A pista simulava diversas situações comuns no uso urbano, incluindo buracos, lombadas, curvas e retas.

Rally da Economia aconteceu em Santa Catarina, na sede da Yamaha Geração. Cada proprietário trouxe sua Factor 150

Rally da Economia aconteceu em Santa Catarina, na sede da Yamaha Geração. Cada proprietário trouxe sua Factor 150

Equipe técnica trabalhando para que todas as Factor 150 estivessem nas mesmas condições

Equipe técnica trabalhando para que todas as Factor 150 estivessem nas mesmas condições

Dizer que uma motocicleta é capaz de percorrer praticamente 80 quilômetros com um litro de gasolina parece história daquele seu amigo motociclista que gosta de ganhar pontos aos incrementar contos, certo? Porém a marca de 79 quilômetros com um litro foi batida por um motociclista comum (não-profissional), diante de técnicos, especialistas e engenheiros. Os participantes usaram suas próprias Factor 150, sendo que todas passaram por vistoria supervisionada pelos técnicos e mecânicos da própria Yamaha para garantir igualdade de condições. Antes de participarem da disputa, foram conferidos o filtro de ar, escapamento, vela, as medidas dos pneus e da relação. As calibragens dos pneus também foram padronizadas, utilizando o padrão indicado pela Yamaha no Manual do Proprietário. Então os tanques foram esvaziados e abastecido um litro de gasolina em cada um, fornecidos pela mesma empresa.

Brando Dutra de Souza, o “mão de fada”

Foi preciso técnica para aproveitar a melhor eficiência possível do motor de 150cc BlueFlex da Factor. Depois de rodar e rodar por 2h45min na pista, Brando de Souza foi o vencedor, obtendo a famosa marca dos 79km. “Eu fiquei surpreso com o resultado. Já sabia que a Yamaha era muito econômica, mas fazer 79 km foi uma surpresa. Eu não usei nenhuma técnica especial, só rodei suavemente, mantendo uma marcha alta, 3a, 4a e 5a, e variando a velocidade entre 30 e 40 km/h”, contou, revelando o segredo da vitória. Como prêmio, Brando ganhou um capacete Shark e um troféu.

Os cinco melhores colocados. Ao centro, Brando, que com mãos de fada recebeu o título

Os cinco melhores colocados. Ao centro, Brando, que com mãos de fada recebeu o título

Os cinco primeiros colocados receberam prêmios. Além de troféus, foram distribuídas uma jaqueta Yamaha e um boné autografado pelo piloto de MotoGP Jorge Lorenzo. O segundo lugar, percorreu 75 km em três horas de prova; enquanto a terceira melhor marca foi de 66 km em 2h45; e a quarta foi de 65 km, 2h45. Nas mãos do quinto colocado, a Factor 150 fez 64 km com um litro de gasolina, em 1h50.

Características da Factor 150 ajudam no consumo

Segundo a Yamaha, a atual Yamaha Factor recebeu diversos investimentos da marca, sempre prezando pela economia e conforto, afinal a moto apresenta-se como alternativa ao transporte público e tem no trânsito urbano o seu habitat. O modelo vem equipado com painel de instrumentos 100% digital, com marcador de marchas e conta-giros sensoriado – que dispensa o uso de cabo. A tarefa fica a cargo de um sensor instalado no motor que, por intermédio da ECU, calcula a rotação do motor.

Factor 150 foi a moto escolhida para o desafio

Factor 150 foi a moto escolhida para o desafio

Além disso, para orientar o piloto a uma condução ainda mais econômica, a Factor 150 traz o indicador ECO no painel de instrumentos, cujo indicador acende quando o motor trabalha na faixa de rotação de maior eficiência. A moto vem equipada com a segunda geração do motor BlueFlex de 150cc, capaz de produzir até 12,2 cv, quando alimentado com gasolina, e 12,4 cv com etanol, na mesma faixa de giro máxima: 7.500 rpm. O torque máximo é de 1,285 kgf.m com gasolina e 1,295 kgf.m com etanol, disponível a 5.500 giros.Separador_motos



Jornalista gaúcho convicto de que um passeio de moto em um dia de sol é a cura para praticamente todos os males da vida. Fã de motoaventurismo, competições de moto, café, praia e de rock n roll.