Felipe Zanol lidera a categoria E1 com 25 pontos

Felipe Zanol espera reviver Mundial de Enduro FIM em Santa Catarina

Bento Gonçalves (RS) – A cidade de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, recebe nesse fim de semana, 11 e 12 de junho, a segunda etapa do Brasileiro de Enduro FIM. Colonizada por imigrantes europeus no século 19, a cidade reúne características que fazem Felipe Zanol, líder da classe E1 do campeonato, recordar de sua temporada no Mundial de Enduro FIM em 2010.

Felipe Zanol lidera a categoria E1 com 25 pontos

Felipe Zanol lidera a categoria E1 com 25 pontos

“O frio que está fazendo no Sul e a possibilidade de correr no barro molhado me fazem lembrar das etapas do Mundial na Europa. Gosto muito de competir nestas condições, pois elas tornam a prova muito mais técnica e difícil”, afirma Zanol.

Mas, as semelhanças com as provas do Mundial não se limitam ao clima e ao terreno da cidade catarinense. A organização do evento preparou um avanço na cronometragem e apresentará um sistema inédito em uma etapa do campeonato nacional.

Nilson Tecilla, um dos responsáveis pela prova, explica que, durante as Especiais, o tempo de cada piloto será transmitido online para uma central de apuração no parque do evento. “Ao terminar o trecho cronometrado, o piloto terá seu tempo exposto num monitor, na hora! Similar a isso só é feito no Campeonato Mundial de Enduro”, comenta Tecilla.

A segunda etapa do Brasileiro de Enduro FIM, válida também pela quinta e sexta rodadas do Catarinense da modalidade, terá um percurso de 46 quilômetros por volta. No sábado, os competidores percorrerão duas voltas no circuito, e no domingo, serão três voltas, totalizando mais de 200 quilômetros no fim de semana. “Essa será a primeira etapa no ano com dois dias de corrida. Gosto deste formato porque exige que o piloto mantenha a regularidade e também por ser o formato utilizado no Mundial”, avalia Zanol.

O piloto mineiro lidera a principal categoria do campeonato, a E1, com 25 pontos, seguido por Nielsen Bueno, 22 pontos, e Julio “Bissinho” Zavatti, 20 pontos. Gregório Caselani, piloto Rinaldi na categoria E2, está na vice-liderança da classificação geral. Ele tem 22 pontos, atrás de Caue Aguiar, 25 pontos, e na frente de Thiago Veloso, 20 pontos.

“Esta prova será uma boa base para mim, pois, na primeira etapa eu não estava muito bem, e agora, estou melhor preparado”, avalia Caselani. “Acredito que esta temporada será um das mais difíceis dos últimos tempos. O nível dos pilotos se elevou e a quantidade também, o que deixa a competição muito mais acirrada. Espero vencer a prova em Santa Catarina e assumir a liderança do campeonato, mas sei que não será fácil”, conclui o piloto gaúcho.

Classificação:
E1
1º) Felipe Zanol – 25 pontos
2º) Nielsen Bueno – 22 pontos
3º) Julio “Bissinho” Zavatti – 20 pontos
4º) Michel Cechet – 18 pontos
5º) Humberto Cadori Filho – 16 pontos

E2
1º) Caue Aguiar – 25 pontos
2º) Gregório Caselani – 22 pontos
3º) Thiago Veloso – 20 pontos
4º) Rômulo Bottrel – 18 pontos
5º) Eder Gonçalves – 16 pontos