Foto: Brakko - Freio afixado no cubo - Foto Divulgação

Freio centralizado – Consumo elevado – Moto fraca ou pequena demais – Pergunta curta e grossa –

Foto: Brakko - Freio afixado no cubo - Foto Divulgação

Foto: Brakko - Freio afixado no cubo - Foto Divulgação

Brakko – Vi um vídeo a respeito de um novo tipo de freio para motocicletas. (pode ser visto no link abaixo). Poderiam por favor, comentar a respeito deste e dar explicações como o que melhoraria no sistema, se é viável e se poderá ser aplicado em qualquer tipo de motocicleta. Poderiam publicar a matéria na coluna segurança do site. Abraços!!! Leonardo, 24, Belo Horizonte, MG.

R: Muito interessante o sistema, Leonardo.
Um dos maiores problemas de construção dos freios das motocicletas enfrentado pelos engenheiros ficou completamente eliminado por esse projeto. No sistema da Brakko, a ancoragem da pinça fica alinhada exatamente no centro da moto, evitando qualquer tipo de flexão indesejada.
Na teoria esse sistema permite uma construção muito mais leve do que os sistemas de fixação das pinças radiais pois ao se fixarem no centro da roda, toda flexão se dá alinhada a ele e no mesmo sentido do seu movimento. Mesmo que o braço de ancoragem tenha que ser maior do que o normal, ainda assim, por estar no centro da roda e estar ancorado no seu eixo, suas flexões não serão prejudiciais. Resta saber como a resistência do sistema é obtida para imobilizar toda massa da moto em movimento, aplicando todo torque apenas no eixo dianteiro. Necessário aplicar materiais e formas avançadas de encaixe das peças.
A maior vantagem, como também foi conseguida com o freio perimetral das Buel, é no peso e na concentração das massas do conjunto da roda que não tem que resistir às forças de desaceleração e assim podem ser bem mais leves, porém a massa do disco fica sendo maior, por causa do seu tamanho.
Um projeto interessante que merece ser mais bem avaliado. Obrigado.


Bom dia, adoro a revista.Em minha opinião deveria ter um toque a mais em dicas e reportagens para trilheiros. Mas o motivo da carta é outro: Tenho uma tornado 2003 que precisou ter a corrente de comando trocada e refeito o cabeçote. Após isso, ela passou a gastar demais(19km/l na cidade e entre 16e19km/l na estrada,dependendo da velocidade). O carburador ja foi regulado de varios modos e o consumo continua o mesmo.Gostaria de saber se há algum problema nesse consumo e se a vela faz diferença nessa questão.Obrigado. Pedro, 21, Itapira, SP.

Freio centralizado - Consumo elevado - Moto fraca ou pequena demais - Pergunta curta e grossa -R: Difícil dizer Pedro. A vela em más condições pode piorar o consumo mas também, o modo de conduzir, as características do percurso, enfim, há muitas variáveis a se considerar.
Confira com seu mecânico se é possível afinar um pouco mais a mistura e se o filtro de ar e escapamento estão limpos e com o fluxo normal. Pode ajudar. Abraços.


Moto estranha.
Tenho uma moto CG 125 Fan de uma ano de uso, mesmo sendo a minha primeira moto, estou sentindo alguma coisa estranha com ela.
Sinto que ela não tem a potência desejada, pois pois noto que estando a uma velocidade baixa, ela fica pedindo sempre macha, ou seja, quando estou com 40 km/h ela está na 4ª marca, e pedindo mais marcha, então passo para a 5ª marcha e noto que quanto mais aumento a velocidade ela fica ainda pedindo marcha, mesmo não tendo mais marcha, me falaram que a moto quando atingisse mais de 10.000 km iria ficar melhor, mas já estou com quase 14.000 km e nda.
Gostaria de saber se isso é normal ou se a moto está com defeito e tenho que ir a um mecânico. Miller, 36, Parnaiba, PI.

R: Miller, Acho que você quer uma moto mais potente. Você não indicou o ano da sua 125, mas de qualquer forma ela não vai desenvolver muita velocidade mesmo. O regime médio de rotação desse tipo de motor é realmente alto e parece que pede marcha mas é assim mesmo, anda-se a maior parte do tempo com ele de certa forma “gritando”.
Uma moto de cilindrada maior vai lhe proporcionar um motor mais elástico e você vai poder usá-lo em regimes de rotação mais baixos e velocidades maiores, sem ter a impressão de que ele está pedindo marcha. Abraços.


O que é ciclistica ? – Bruno, 18, Vitória, ES.

R: Olá Bruno,
Ciclística é o nome que se dá às características de dirigibilidade de um veículo de duas rodas.
Vários aspectos afetam a ciclistica de uma motocicleta, como por exemplo: O peso e a sua distribuição, a geometria do chassi como medidas da posição das rodas, distância entre eixos, ângulo de ataque (rake) da direção/suspensão dianteira, posição do pivô da balança traseira, seu comprimento, curso das suspensões, etc.
Uma moto vai ter uma boa ciclística quando o trabalho da suspensão e estrutura do chassi no que tange o controle das forças aplicadas pelo motor e suspensão, vão resultar em uma boa dirigibilidade, controle e maneabilidade da moto aplicado ao tipo de piso para o qual ela foi desenvolvida. Seja na cidade, estradas lisas ou esburacadas ou no off road.
Nos testes do Motonline, procuramos definir e identificar todos os aspectos que influem na dirigibilidade de uma moto específica, ou na sua ciclística e como a fábrica resolveu cada detalhe do seu projeto.
Forma de construção do chassi, sua geometria, modo de fixação do motor e características da suspensão. A ciclística é uma das características mais importantes, resultado de tudo isso. Abraços.