Mecanica simples promete resistência e facilidade de manutencão

Gas Gas faz lançamento mundial no Brasil

As motos especializadas, para competição fora de estrada sempre foram importadas ao Brasil e o maior mercado do mundo sempre foi o dos EUA. A Gas Gas mostra que isso pode estar mudando. O mais novo lançamento da empresa foi feito aqui.

Cami 250 e a equipe brasileira

Cami EC 250F e a equipe brasileira

O lançamento mundial da Cami foi na pista do ASW Off-Road Park, em Mogi das Cruzes (SP), que recebeu jornalistas para conhecer a máquina em primeira mão. Cami, em catalão, quer dizer caminho. A Gas Gas apresentou nesta quarta-feira o novo modelo. Desenvolvida no departamento de tecnologia da GasGas em Girona, Espanha, a novidade contou com a parceria da Gas Gas Brasil, que inclusive batizou a motocicleta.

Ricardo Celeghini na apresentação da Gas Gas - Lançamento mundial no Brasil

Ricardo Celeghini na apresentação da Gas Gas - Lançamento mundial no Brasil

“Foram três anos de trabalho em conjunto com a matriz para a concretização desse projeto, que se identifica muito com as necessidades do mercado nacional. Nosso esforço será para que a motocicleta custe R$ 17.800,00, esse valor irá depender da cotação do euro no início do ano que vem. Estamos tendo como base o euro a R$ 2,50”, explicou Ricardo Celeghini, presidente do Grupo Celeghini, responsável pela Gas Gas Brasil.

A motocicleta tem alma espanhola e foi feita para a crescente e exigente demanda dos pilotos nacionais, atendendo os iniciantes, os talentos emergentes e também os mais experientes, que buscam lazer e competição. A estrutura da Cami EC 250F é baseada no conceito de qualidade e performance da Gas Gas, tendo como características principais a maneabilidade, agilidade e robustez. A motocicleta conta com motor de refrigeração líquida, freios a disco nas duas rodas, suspensão traseira a gás e um visual extremamente atraente e chamativo. “A expectativa é de que a Cami chegue no Brasil em janeiro de 2013”, complementou Celeghini.

Novos mercados – Durante o evento, Celeghini apresentou ainda os próximos passos da marca espanhola em solo brasileiro. A meta principal é nacionalizar as motocicletas da linha Cami, além de ampliar a rede de revendas e trabalhar os produtos da grife Gas Gas, para divulgar ainda mais a marca. “A primeira fase, em 2013, prevê a instalação da montadora em Contagem (MG), com capacidade de produção de 2.500 motocicletas ao ano para atender o mercado interno e o Mercosul. Em 2015, será cumprida a segunda fase do projeto, com implantação da planta da montadora em novo terreno (a ser definido) e início do funcionamento da linha de montagem em escala”, antecipou Celeghini.

Mecanica simples promete resistência e facilidade de manutencão

Mecânica simples promete resistência e facilidade de manutenção

Se você tem uma GAS GAS, opine sobre ela!
Acesse agora mesmo: Guia de Motos – Motonline