1958 Honda C100 Super Cub.

Honda celebra 100 milhões de Super Cub no mundo

Sabe qual é o veículo de duas rodas mais vendido do mundo? O Honda Super Cub. E o número não é nada modesto: são 100 milhões de motinhos que circulam pelas ruas de todo o mundo, inclusive suas evoluções. Aqui no Brasil começou em 1992, com a Honda C100 Dream e segue até hoje com a Honda Biz, que será apresentada toda renovada no Salão Duas Rodas deste ano.1958 Honda C100 Super Cub.

Por isso a Honda Motor-Co Ltda. celebrou ontem, 19/10/2017, esse importante marco, não apenas para a Honda, mas para toda a indústria de motos do mundo todo, já que é este tipo de veículo de duas rodas o mais copiado e vendido no mundo, sobretudo na Ásia. De características robustas, muito econômico e extremamente durável, essas motinhos representam as primeiras aceleradas no mundo das motos, sendo inclusive o sustento de milhares de famílias.

Esse marco de 100 milhões produzidas globalmente pela marca foi celebrado com um evento na fábrica de Kumamoto, onde são produzidas as motocicletas deste segmento no Japão. A presença do presidente e CEO da HMC, Takahiro Hachigo, dá a importância do veículo e do número alcançado.

História do Super Cub

A produção em massa da primeira geração de Super Cub, a C100, teve início em agosto de 1958, na planta de Yamato. Hoje, a Honda produz motocicletas desse tipo em 16 unidades, em 15 países ao redor do globo, inclusive no Brasil. Quando a primeira geração da C100 foi lançada, o motor de 2 tempos era o principal propulsor para as motocicletas da época. Contudo, a Super Cub C100 foi equipada com o inovador motor 4 tempos de 50 centímetros cúbicos, o que trouxe mais economia e durabilidade.

Seu design único, com quadro de estrutura diferenciado, que agregou mais conforto e facilidade ao subir e descer da motocicleta, além de sistema de embreagem automática centrífuga que tornou as trocas de marchas mais simples, o que segue sendo assim até hoje. Além disso, em 2007, a Honda deu início à instalação de seu programa de injeção eletrônica, o que melhorou a performance ambiental.

A nossa primeira Super Cub, Honda C100 Dream

A nossa primeira Super Cub, Honda C100 Dream

Mesmo passando por diversos avanços tecnológicos, o conceito básico se manteve inalterado desde a introdução da primeira geração, além de seu estilo original que foi mantido até os modelos atuais. O veículo mantém sua abrangência global e adapta-se a todas as culturas para atender cada vez mais as necessidades dos consumidores, tendo se tornado uma série duradoura, que é agora vendida e apreciada por consumidores de mais de 160 países ao redor do mundo.

“A Honda Super Cub, que foi criada no Japão, traduz a paixão da Honda em servir as pessoas em todo o mundo com a alegria de expandir o potencial de suas vidas. Essa marca de 100 milhões de unidade traduz a admiração que se tem pela moto e nós temos o compromisso de seguir evoluindo o produto, mas sem perder sua essência, buscando superar as expectativas de nossos consumidores”, discursou Takahiro Hachigo, CEO da Honda Motor Co.

Honda Super Cub – Linha do tempo

  • Agosto de 1958 – Início das vendas do Super Cub C100 (motor 4 tempos, OHV de cilindro único refrigerado a ar, 49cc, potência de 4,5 cavalos), na fábrica de Yamato (mais tarde tornou-se a fábrica de Wako, de Saitama);
  • 1959 – Início das exportações para os EUA;
  • 1960 – Início da produção na fábrica de Suzuka;
  • 1961 – A produção global cumulativa da série alcançou o marco de 1 milhão de unidades. Além disso, a produção baseada em conjuntos de componentes começou em Taiwan, sendo a primeira produção fora do Japão;
  • 1964 – As vendas do C65 (o primeiro motor OHC) começaram;
  • 1966 – Início das vendas do C50 (motor OHC);
  • 1974 – A produção global cumulativa da série Super Cub atingiu o marco de 10 milhões de unidades;
  • 1983 – Alcançado o consumo de combustível de 180 km / litro (valor de teste de velocidade constante de 30 km/h);
  • 1991 – Produção transferida para a fábrica de Kumamoto;
  • 1992 – A produção global cumulativa da série atingiu um marco de 20 milhões de unidades;
  • 1997 – As vendas de Little Cub começaram;
  • 2005 – A produção global cumulativa da série atingiu um marco de 50 milhões de unidades;
  • 2007 – O sistema de injeção de combustível controlado eletronicamente, o PGM-FI da Honda, foi instalado no Super Cub 50, Press Cub 50 e Little Cub;
  • 2008 – A produção global cumulativa da série atingiu o marco de 60 milhões de unidades; 50º aniversário das vendas;
  • 2009 – Início das vendas do Super Cub 110 e Super Cub 110 Pro;
  • 2012 – Super Cub 110 e Super Cub 50 sofreram uma mudança de modelo completa;
  • 2013 – As vendas de Cross Cub começaram;
  • 2014 – O Super Cub tornou-se o primeiro veículo tridimensional a obter um registro de marca no Japão; A produção global cumulativa de motocicletas da Honda atingiu o marco de 300 milhões de unidades;
  • 2017 – Mudança de modelo Super Cub de 50cc e 110cc.

Clique aqui e confira animação sobre essa história.

Separador_motos



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.