e-kizuna

Honda e Yamaha se juntam para expandir uso de motocicletas elétricas

Em uma iniciativa conjunta, a Honda, a Yamaha e a cidade de Saitama, no Japão, deram início a uma série de testes para expansão do uso de motocicletas elétricas no município. O projeto, denominado “E-KIZUNA”, visa promover a propagação do uso de veículos elétricos (motos e carros), além de buscar uma solução de mobilidade para áreas com pouco acesso a transporte.

O programa marca a primeira iniciativa conjunta entre um órgão de governo local, que visa uma sociedade de baixa emissão de carbono em que os veículos elétricos possam ser usados ​com segurança e conforto, e os dois fabricantes de motocicletas. Do lado das duas empresas a ideia é promover o uso de motocicletas elétricas (Eletric Vehicles – EV) para que mais motociclistas possam usufruir de um estilo de vida mais confortável, experimentando a facilidade de utilizar na seu dia-a-dia motocicletas com emissões zero, que são ambientalmente amigáveis.e-kizuna

Os testes utilizarão as tecnologias da Honda e da Yamaha e a infraestrutura existente na cidade de Saitama. Na próxima etapa do programa de teste, um esquema de compartilhamento de motocicletas EV deverá ser avaliado, além do modelo atual de compra e venda de veículos elétricos da mesma forma que ocorre com os veículos à combustão.

Exemplo chinês

Já existem iniciativas nesse sentido na China, onde um cidade com apoio de algum fabricante montam projeto semelhante. É o caso do projeto I-Blue, que a Lifan Motos realiza na cidade de Chongqing. Lá a Lifan, fabricante dos veículos elétricos e das baterias, criou um APP por meio do qual as pessoas se cadastram no serviço e reservam um carro elétrico para uso. Os carros ficam disponíveis em diversas estações espalhadas pela cidade, junto com estações de troca de baterias.

O usuário do sistema paga por hora ou por dia e devolve o carro na mesma estação onde o retirou ou noutra na mesma cidade, conforme a reserva feita. Por esse sistema, os usuários podem percorrer distâncias maiores sem precisar recarregar as baterias, o que é feito nas estações de troca e recarga.



Sidney Levy

Motociclista e jornalista paulistano, une na atividade profissional a paixão pelo mundo das motos e a larga experiência na indústria e na imprensa. Acredita que a moto é a cura para muitos males da sociedade moderna.