Emoção no primeiro contato com a moto na pista

Jovens pilotos aceleram pela primeira vez em Interlagos

O futuro da motovelocidade no Brasil já começou, portanto guarde esses nomes: Rafael Traldi, Luiz Octávio Palma Nunes, Lucas Torres Mercado, Enzo Paschoalin, Davi Gomide e Bruno Marzola, eles fazem parte do time de estréia da Honda Junior Cup, categoria que vai formar novos pilotos da modalidade no SuperBike Series Brasil, que reuniu crianças e adolescentes empolgados com o desafio, nesta sexta-feira (28), no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP).

Bate-papo com a garotada antes de entrar na pista

Bate-papo com a garotada antes de entrar na pista

O seis garotos conheceram o tutor, Gian Calabrese, e participaram intensamente das atividades teóricas e práticas. A aula inicial foi sobre os fundamentos do esporte, equipamentos de segurança e sobre a Honda CG 150 Titan customizada, modelo utilizado na categoria. E para encerrar o dia, os meninos deram a primeira volta no tradicional circuito brasileiro. “É fantástico ver o desenvolvimento das crianças. O momento com eles foi bastante divertido e a primeira volta foi cheia de emoção tanto para eles quanto para mim. Durante a aula, o grande destaque foi para a questão da segurança. Quero que eles tenham consciência no dia a dia que esse esporte é bastante técnico e que exige disciplina e dedicação”, explica Calabrese.

“A sensação de liberdade é demais. No final da reta, tentei abaixar o tronco como fazem os pilotos e a moto deu uma balançada”, conta Davi Gomide, de 11 anos. “Deu um frio na barriga, mas é muito mais legal que eu pensava”, diz Enzo Paschoalin, também de 11 anos.

Mesmo apenas com algumas horas em contato com o mundo da motovelocidade, os jovens pilotos já estão pensando no futuro. “Eu espero que daqui para frente eu possa ser um piloto profissional”, comenta Lucas Torres, de 14 anos.

A garotada da Honda Junior Cup volta à pista neste sábado e domingo (29 e 30) para mais atividades em Interlagos.

Emoção no primeiro contato com a moto na pista

Emoção no primeiro contato com a moto na pista

Sobre a Honda Junior Cup: Em uma iniciativa inédita no país, a organização do SuperBike Series Brasil, com o apoio da Honda, Pirelli e Motoschool, criou a Honda Junior Cup, classe destinada a crianças e adolescentes de 10 a 16 anos no maior campeonato de motovelocidade da América Latina. O objetivo da categoria escola é iniciar jovens pilotos na modalidade com foco na experiência, segurança e na capacitação técnica. A preparação é monitorada por um tutor. Gian Calabrese, que tem mais de 20 anos de experiência na motovelocidade, é o instrutor-chefe da garotada.

A moto utilizada na categoria é a Honda CG 150 Titan, subsidiada pela organização e cedida temporariamente para os pilotos nos eventos. Os únicos gastos dos pais são com a taxa de R$ 3.000,00 por etapa, além das despesas extras com material de segurança, viagens e hospedagem, quando houver. Uma equipe técnica especializada da organização do evento se responsabilizará pela manutenção dos equipamentos.
A Honda Junior Cup deve ter ao todo sete etapas. Três em Interlagos, uma no Velopark (RS), outra em Cascavel (PR), e mais duas em Santa Cruz do Sul (RS).