motogp_destaque

Lorenzo e Pedrosa – Yamaha e Honda – aquecem MotoGP em Misano

Com Pedrosa apenas a 13 pontos de distância do rival espanhol, Lorenzo, faltando apenas ainda seis etapas até o final da temporada, a corrida do próximo domingo em Misano (Italia) da MotoGP™ promete fortes emoções.

O companheiro de Lorenzo, Ben Spies, que na última etapa teve um final de semana para esquecer, espera ter chegar para lutar pelo pódio. Mas ele terá que enfrentar os ascendentes Andrea Dovizioso e Cal Crutchlow, da Monster Yamaha Tech 3. Crutchlow fez seu primeiro pódio em Brno e foi muito bem nos testes oficiais.

Valentino Rossi, da Ducati Team, que também realizou testes privados há duas semanas, vai tentar apresentar resultado positivo em casa enquanto procura melhorar a Desmosedici para um bom final de temporada. O seu companheiro de equipa Nicky Hayden, que falhou na última corrida devido a lesão, volta a correr em Misano. A dupla de fábrica italiana vai tentar terminar à frente das Hondas satélite de Stefan Bradl e Álvaro Bautista.

As Ducati satélite voltam com força com Héctor Barberá (Pramac Racing Team) e com Karel Abraham (Cardion AB Racing), que foi nono em Brno. O grupo das CRT foi alvo de algumas alterações desde a República Checa, com o espanhol David Salom que substitui Iván Silva na Avintia Blusens Team, e Danilo Petrucci (Came IodaRacing Project) que vai pra pista com uma Suter-BMW.

Colin Edwards, da NGM Mobile Forward Racing, vai continuar a competir com a sua Suter e terá de novo de lutar contra a dupla da Power Electronics Aspar, Randy de Puniet e Aleix Espargaró. Completam o show do próximo final de semana em Misano Michele Pirro (San Carlo), Mattia Pasini (Speed Master), Yonny Hernandez (Avintia) e James Ellison (Paul Bird Motorsport).