Foto: Motor CB 300 - Bitenca

Mais sobre o novo motor – Troca de escape – Perdido nos fios

Foto: Motor CB 300 - Bitenca

Foto: Motor CB 300 - Bitenca

Bitenca, na pergunta sobre um motor da Falcon injetado, vc diz:”as pequenas 150 injetadas foram completamente redesenhadas para receber o sistema novo”; te pergunto: e nas 300cc (Honda CB300R p/ ser + específico), foram completamente redesenhados os motores, ou aumentaram a cilindrada do motor da Twister (q ñ é um projeto tão novo assim) e somente colocaram injeção?

R: Reparou bem Ricardo, veja abaixo, a resposta que dei a essa indagação do Luís.
O motor da Twister, DOHC e bem mais novo do que o da Falcon foi o que recebeu as alterações para a injeção. A Honda diz que foram completamente redesenhados mas percebe-se várias peças em comum nas duas motos, assim como nas pequenas, mas todas são pelo menos OHC e creio que o motor de 300 cc está no limite para um sistema com arrefecimento a ar. Abraços


Oi Bitenca! Obrigado pela resposta. Mas então, já que é necessário um projeto de motor partindo do zero (folha em branco), por que a Honda já não iniciou com uma cilindrada maior, como por exemplo 350cc.?
Pergunto, pois em se tratando de consumidores a grande maioria não aceita com naturalidade trocar uma moto de 400cc por uma de 300cc, mesmo sendo um grato pacote cheio de tecnologia que beneficia o meio ambiente na redução de emissões.
Penso assim: se era pra mudar, por que não começaram com um pouquinho a mais? Creio que uma XRE 350cc agradaria muito mais do que a 300cc do mercado. Digo isso pois a escala de produtos que a Honda vem oferecendo ao longo das décadas no Brasil, tinhamos a excelente NX 350cc Sahara, quando surgiu a NX4 Falcon 400cc foi a maior fissura, lembra? Deu aquele “bum”no mercado. Se tivessem pensado nessa logistica, utilizando uma dose de nostalgia no markenting, a imaginaria XRE 350cc também provocaria um novo “bum” no mercado com certeza! O que voce acha? Abraços! Luis, 36, Rio Grande RS.

Foto: PGMFI da Biz - Divulgação Honda

Foto: PGMFI da Biz - Divulgação Honda

R: Concordo com você Luis, inclusive nós podemos reparar que eles não pegaram uma folha nova para executar esse projeto, uma vez que o motor da CB300 / XRE300 é uma evolução do da Twister / Tornado. Se assim fosse talvez tivessem a chance de desenvolver o produto mais apropriado ao mercado.
Entretanto, parece que os custos seriam proibitivos e esse motor DOHC, mais recente do que o da XLX / Falcon, já permitiu as alterações necessárias para a injeção eletrônica, coisa que o antigo, se fosse utilizado, não traria bons resultados. Pelo menos foi isso o que nos informaram, na época do lançamento.
Claro que a troca do motor 400 cc por um de 300 cc, evoluído de uma 250 cc, numa moto da mesma categoria faz diferença e acho que a fábrica pesou os prós e contras para tomar essa decisão. Além disso, ao eliminar a Tornado da sua linha de produtos eles deixaram uma fatia do mercado sem opção, obrigando os usuários a uma troca de marca ou a se especializar na CRF 230.
Para nós, olhando de fora, parece uma decisão sem muita lógica mas acho que não temos como fazer uma avaliação acertada, com todas as informações e problemas que se apresentam na fábrica.


Possuo uma Titan 04 e o escape (original) está apresentando muita ferrugem na curva próximo ao motor, sendo assim gostaria de saber se você já viu ou sabe se é possível instalar o escapamento da titan 2009? Sabendo que ela possui o catalizador, digo isso pois a mesma é de aço inox e isso me interessou um pouco. Tiago, 25, Linhares, ES.

R: Infelizmente não Tiago. O escapamento com catalizador só funciona com o motor todo preparado para ele, não vai dar certo.
Além disso a restrição no fluxo dos gases, entre outras coisas, iria diminuir por demais a potência da sua moto, você não iria gostar.


Desmontei minha ybr 2003 e me perdi na parte elétrica e gostaria de ter o esquema elétrico para montala. Sem Mais Obrigado. Júlio, 27, Mauá, SP.

R: Júlio, você pode baixar o manual do proprietário no site da Yamaha pelo link abaixo. Boa sorte.