Foto: Balbi, piloto patrocinado pela ASW, na disputa do MX das Nações de 2007

Motocross das Nações: Balbi se diz honrado em representar o Brasil pela segunda vez

Foto: Balbi, piloto patrocinado pela ASW, na disputa do MX das Nações de 2007

Foto: Balbi, piloto patrocinado pela ASW, na disputa do MX das Nações de 2007

Piloto faz parte da Seleção Brasileira que conta com outros três competidores patrocinados pela ASW: Leandro Silva, Marcello “Ratinho” e Jean Ramos

O piloto Antônio Jorge Balbi Jr. está em contagem regressiva para a disputa do Motocross das Nações, programado para os dias 27 e 28 de setembro, em Donington Park, na Inglaterra. O mineiro patrocinado pela ASW é um dos quatro competidores convidados a representar o Brasil no evento, considerado a Copa do Mundo da modalidade. Ao lado de Balbi, estão Leandro Silva, Marcello “Ratinho” e Jean Ramos, que também são patrocinados pela marca e defendem o Team Honda. Com a experiência adquirida na edição de 2007, Balbi espera melhorar ainda mais o desempenho do país, que chegou à fase final do campeonato de forma inédita e terminou em 16o lugar.

A confirmação de que iria participar pelo segundo ano consecutivo do MX das Nações foi muito comemorada pelo brasileiro, que é considerado um dos pilotos mais experientes do país e compete atualmente nos Estados Unidos. “Estou muito feliz pelo convite e pela confiança depositada em mim. Acredito que teremos um bom time para representar o Brasil. Vamos contar com a experiência do Leandro, que também participou da prova no ano passado. Com isso, certamente poderemos passar o conhecimento que adquirimos ao Ratinho e ao Jean, dois pilotos jovens que têm conquistado ótimos resultados no Brasil, como o Latino-Americano”, observou, referindo-se ao recente título conquistado por Jean Ramos.

Balbi acredita na troca de informações como receita para um bom desempenho. “O grupo é quem faz a diferença. Nós tivemos a oportunidade de sentir isso no ano passado”, continuou, lembrando que a disputa é por equipes. O mineiro afirma que mesmo disputando competições importantes nos estados Unidos, como o AMA Motocross, o MX das Nações tem um gostinho diferente. “E sse campeonato é muito especial para mim. Já tenho alguma experiência na Europa, sei que será uma prova bastante difícil. Quero agregar valores ao time. Nada é melhor do que defender o nosso país. Quero muito viver novamente esse momento.”

Para o mineiro, este tipo de competição na Europa deve ser ainda mais equilibrada do que a realizada em solo norte-americano. “As provas nos Estados Unidos e na Inglaterra são muito diferentes. Desta vez, o nível técnico deve ser ainda mais alto. Certamente haverá mais equipes participando. Nos Estados Unidos, não temos um país forte ao redor. Já na Europa, vários países possuem campeonatos fortes e equipes estruturadas”, explicou Balbi.

Parada no Brasil – Balbi planeja uma parada no Brasil, para disputar a abertura do Brasileiro de Supercross, antes da disputa do Nações. Enquanto o momento de vestir as core s da bandeira brasileira não chega, Balbi investe no término da temporada norte-americana. “Este final de semana vou disputar o X Games, em Los Angeles, e em agosto vou me dedicar às três últimas etapas do AMA Motocross. Venho para a abertura do Brasileiro de Supercross em setembro e depois sigo para o MX das Nações”, concluiu Balbi.