Foto: José Mario Dias

Nos UTVs, dupla brasileira faz história no Dakar

O Brasil acaba de estampar seu nome na história do Rally Dakar,  a prova off-road mais difícil do mundo. A dupla brasileira Leandro Torres e Lourival Roldan (Polaris #351) venceu a terceira e quarta etapas da competição e ocupa a segunda posição na classificação geral.

Esta foi a primeira vez que uma dupla brasileira vence nessa categoria. Outros competidores brasileiros já haviam vencido etapas do Rally Dakar: nos quadriciclos (Marcelo Medeiros), nos caminhões (nove vezes com André Azevedo) e duas vezes nas motos (Jean Azevedo).

Muitas serras e dunas no fim da especial, mas a dupla brasileira superou tudo com grande esforço e habilidade (Foto: José Mario Dias)

Muitas serras e dunas no fim da especial, mas a dupla brasileira superou tudo com grande esforço e habilidade (Foto: José Mario Dias)

O panorama geográfico e do clima nestas etapas da competição é bem particular e dificulta muito aos pilotos e navegadores. Entre as cidades argentinas de San Miguel de Tucumán e San Salvador de Jujuy os pilotos percorreram cerca de 780 quilômetros, sendo 364 quilômetros cronometrados (especial). Na largada, praticamente ao nível do mar, a temperatura estava na casa dos 36º C. Depois de muito subir, eles chegaram ao pico de 4.850 metros de altitude, com 5º C.

Em território boliviano, os competidores percorreram 521 quilômetros, sendo 416 quilômetros cronometrados (especial), entre as cidades de San Salvador de Jujuy (Argentina) e Tupiza (Bolívia). Além da altitude do Altiplano boliviano (chegou ao pico de 4.012 metros), eles ainda tiveram de encarar dunas na parte final do trecho.

Leandro Torres e Lourival Roldan fazem história no Dakar vencendo 2 etapas seguidas (Foto: Gustavo Epifânio)

Leandro Torres e Lourival Roldan fazem história no Dakar vencendo 2 etapas seguidas (Foto: Gustavo Epifânio)

As duas etapas foram bastante duras e os brasileiros encararam todos os obstáculos com habilidade e precisão para tentar diminuir a distância na classificação geral para os líderes da categoria (Mao Ruijin e Sebastien Delaunay #342). As duas vitórias seguidas trouxeram a diferença para perto de 2 horas, tempo que pode diminuir rapidamente em função de algum imprevistos ou quebra. Com estas duas vitórias consecutivas no Rally Dakar 2017, a dupla brasileira mantém a segunda posição na classificação geral.

Sobre as vitórias, Leandro Torres disse: “Foram dois dias fantásticos, duas etapas muito duras, na qual ficamos muitas horas dentro do carro; andamos bem, sem perder o foco e conseguimos nosso objetivo com dedicação, trabalho e superação; queremos mais”.

Hoje a disputa começa em território Boliviano (Foto: Gustavo Epifânio)

Hoje a disputa começa em território Boliviano (Foto: Gustavo Epifânio)

Hoje, sexta-feira (6/1), entre Tupiza e Oruro (Bolívia), a disputa segue na altitude, que chegará a 4.190 metros. Nos 692 quilômetros entre uma cidade e outra, existe uma grande variação de terreno, o que põe à prova a habilidade e experiência dos pilotos e navegadores. Além disso, as dunas novamente dão as caras para apimentar ainda mais a competição.

 

Fonte: Vipcomm

dakar-pronto



Jan Terwak

Publicitário, curte motos desde que se conhece como gente, é piloto de motocross, enduro, cross-country e trilhas. Empresta sua experiência no off-road para as avaliações de motos no Motonline.